Abin retomará documentos apreendidos pela PF

Portal Terra

BRASÍLIA - A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) vai receber de volta parte dos documentos apreendidos pela Polícia Federal (PF) dentro do inquérito que investiga vazamentos cometidos pelo delegado Protógenes Queiroz durante a Operação Satiagraha, segundo informou nesta terça-feira o ministro da Justiça, Tarso Genro.

Na semana passada, agentes da PF cumpriram mandados de busca e apreensão na casa do delegado e também na sede da Abin no Rio de Janeiro e apreenderam uma série de documentos.

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Jorge Félix, porém, enviou um requerimento ao ministro Tarso Genro dizendo que parte dos dados apreendidos não tem qualquer relação com a Operação Satiagraha, solicitando que eles fossem devolvidos à Abin.

O ministro acatou o pedido e, com isso, garantiu que não existe nenhum tipo de crise institucional entre a Abin e a PF e nem entre ele e o general Félix.

- O requerimento (apresentado por Jorge Félix) está correto, todos os documentos que foram levados pela PF naquela diligência judicial são documentos que estão lacrados e só serão abertos e separados aqueles que dizem respeito ao inquérito. Aqueles que nada têm a ver com o inquérito e que são de necessidade de manutenção do sigilo só serão abertos com a presença de integrantes da Abin - garantiu Tarso Genro.