Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Sol Maior

Schumann e Blue Note

Maria Luiza Nobre

Uma orquestra no palco, recital dedicado ao grande compositor alemão, jazz de Israel e maior clube emblemático de jazz do mundo, agora no Rio? Ainda poucos enigmas, mas são todos atraentes, e enquanto os concertos ainda são poucos na cidade, podem ouvir o que de maravilhoso acontece na música clássica no mundo, basta clicar na foto abaixo e relaxar, lendo a coluna. Boa semana!

OPES 

A Orquestra Petrobras Sinfônica faz mais um concerto no próximo sábado, dia 26, às 16h, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, sob a regência do Diretor Artístico e Regente Titular Isaac Karabtchevsky. No programa obras de Richard Strauss, a “Suíte - O Cavaleiro da Rosa”, “Morte e Tranfiguração” e  “Don Juan”. Ainda o “Concerto para Trompa e Orquestra nº 1 em Mi Bemol Maior Op.11” e como solista o trompista Philip Doyle.

Ingressos e informações: 2332-9191

Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Praça Marechal Floriano – S/N - Centro

 

JAZZ DE ISRAEL

O Novo Jazz de Israel é o tema da apresentação do Oded Tzur Quartet e Shai Maestro Trio, hoje , às 19h30, no palco da Sala Cecília Meireles.

A apresentação faz parte do Savassi Festival, dedicado ao jazz e música instrumental realizado desde 2003, que pela terceira vez é realizado no Rio de Janeiro com grandes nomes da  música internacional e nacional.

Oded Tzur é saxofonista e compositor residente em Nova Iorque e seu  trabalho explora as relações entre as tradições clássicas e contemporâneas da música, e nesse seu trabalho mostra como sua linguagem única de improvisação leva o ouvinte à uma jornada surpreendente que evoca o contraste entre o silêncio e o som. Já Shai Maestro iniciou o projeto com seu trio, em 2011, quando modificou sua trajetória musical e ao lado de seus amigos, Jorge Roeder e Ziv Ravitz, Shai desenvolveu uma forte identidade para o grupo, que já é amplamente reconhecido no cenário do jazz mundial. No programa músicas de seu quarto álbum The Stone Skipper, lançado em 2016.

Ingressos e informações: 2332-9223 e 2332-9224

Sala Cecília Meireles

Largo da Lapa, 47 – Centro

 

SCHUMANN

Um recital que tem tudo para ser belo, é o que está programado para o palco da Sala Cecília Meireles, dia 26, às 20h, com obras do compositor alemão Robert  Schumann, com excelentes instrumentistas como o pianista Eduardo Monteiro, o clarinetista Paulo Sergio Santos, o trompista Luiz Garcia e o tenor Fernando Portari. No programa  a Fantasiestücke Op. 73 para Piano e Clarinete, a Kinderszenen para Piano, o Adagio e Allegro Op.70 para Trompa e Piano e o Dichterliebe Op.48, ciclo de canções com textos de Heinrich Heine. Romantismo puro.

Ingressos e informações: 2332-9223 e 2332-9224

Sala Cecília Meireles

Largo da Lapa, 47 – Centro

 

SALA I - BRASILIANAS

A Sala Cecília Meireles apresenta, dia 29, às 18h30, um concerto da série Brasilianas, homenageando os 72 anos da Academia Brasileira de Música com programa de compositores brasileiros.

Ingressos e informações: 2332-9223 e 2332-9224

Sala Cecília Meireles

Largo da Lapa, 47 – Centro

 

SALA II

Dia 30, às 20h, será realizado o recital do pianista João Tavares Filho, no Espaço Guiomar Novaes da Sala Cecília Meireles. No programa obras de F. Chopin, F. Liszt, H.Villa-Lobos, R.Gnatalli e Jacob do Bandolim.

Ingressos e informações: 2332-9223 e 2332-9224

Sala Cecília Meireles

Largo da Lapa, 47 – Centro

 

BLUE NOTE

Chega ao Rio de Janeiro o Blue Note, o  mais emblemático clube de jazz do mundo, pelas mãos do empresário Luiz Calainho, que está trazendo a casa para o Brasil. Para a inauguração no dia 29, às 11h, Calainho convidou

o presidente e filho do fundador do Blue Note, Steven Bensusan, que farão a apresentação do espaço em primeira mão para a imprensa em uma prévia da inauguração que acontece no dia seguinte. Uma notícia super importante, já que o clube nova-iorquino chega para ocupar um espaço expressivo na cidade, uma vez que quase todas as casas de shows intimistas no Rio de Janeiro acabaram. Como todos sabem, o Blue Note de Nova Iorque se tornou um verdadeiro patrimônio cultural daquela cidade, e no seu palco já recebeu Ella Fitzagerald, Ray Charles, Stevie Wonder e Tony Bennett, além de Tom Jobim, Milton Nascimento e Gal Costa. Além da casa em  Nova Iorque, existem filiais na California, Havaí, Milão, Pequim, Tóquio e Nagoya e agora será a vez do Rio de Janeiro, sendo a primeira filial hemisfério sul. Os shows serão de quarta a domingo, e o Blue Note Rio já tem agendadas atrações atraentes para o segundo semestre, como, Chick Corea & Steve Gadd Band, Sergio Mendes, Maceo Parker, Chris Botti, Hermeto Pascoal, Spyro Gyra, Teresa Salgueiro (Madredeus), Anne Paceo, Baby do Brasil, Didier Lockwood e Jaques Morelenbaum estão na programação. Muito êxito é o que deseja a coluna.

 

MÚSICA NO MUSEU

A série de concertos quase diários apresenta nessa semana.

Dia 25, às 20h

Comemoração do Dia do Soldado

Pianista Fábio Caramuru

Lançamento/Projeção do videoclipe Tico-tico

Programa: músicas de Tom Jobim

Forte do Leme  - Auditório do Forte Duque de Caxias

Praça Almirante Júlio de Noronha, s/nº - Leme

 

Dia 26, às 18h

Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro

Programa de Clássicos Internacionais

Palácio São Clemente - Consulado de Portugal

Rua São Clemente, 424 -  Botafogo

 

Dia 27, às 11h30

Coral do Sindicato dos Servidores da Justiça Federal - Sisejufe  

Programa de Clássicos brasileiros

Museu de Arte Moderna

Rua Infante Dom Henrique - n 85- Centro

 

Dia 29, às 18h

Orquestra de Violões Rio

Programa de Clássicos internacionais

Museu do Exercito - Forte de Copacabana

Praça Coronel Eugenio Franco 1 posto 6 – Copacabana

 

Dia 30, às 12h30

Centro Cultural banco do Brasil

Adriana Ballesté, violão

Programa de Clássicos brasileiros

Rua 1º. de Março 66- 4º andar- Sala 26 - Centro

Dica da semana - Quinteto para piano e cordas de Robert Schumann

Tags: coluna, luiza, maior, nobre, sol

Compartilhe: