Jornal do Brasil

Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Sol Maior

Agenda da semana: Van Cliburn e Carmina Burana

Maria Luiza Nobre

VAN CLIBURN 2017 

O Concurso Internacional de Piano Van Cliburn 2017, o Cliburn 2017, realizado em Fort Worth, no Texas, Estados Unidos, é um dos mais importantes Concursos Internacionais de Piano do mundo, muito esperado, uma vez que não é realizado todo ano, teve finalmente o seu dia de ouro com o anúncio do resultado final. Durante duas semanas, assistimos os mais diferentes e vitoriosos pianistas da nova geração entre asiáticos, americanos, russos, fazendo recitais solo, recitais de música de câmara e dois concertos com orquestra. Na lista nenhum pianista brasileiro, mas para nosso orgulho o país estava representado com a  participação no Júri, do grande e talentoso pianista brasileiro Arnaldo Cohen.

Já tivemos um ótimo conjunto de pianistas nacionais, todos talentosos que foram vencedores de certames internacionais, inclusive dois ganhadores do Concurso Van Cliburn, os pianistas Cristina Ortiz e José Feghali, mas lamentavelmente não temos, na atualidade, e dentro do nosso conhecimento, pianistas brasileiros que possam subir nos palcos  dos temidos e seríssimos Concursos Internacionais, porque o nível é expressamente alto e, portanto, fica a pergunta, o que está acontecendo com a nova geração de pianistas no Brasil?  Jovens pianistas existem, mas onde estão os verdadeiros talentos possuidores de um aguçado nível internacional de execução que podem ser gladiadores e representantes de um país que sempre foi apreciado pelo grupo de grandes pianistas que sempre exportou?  A refletir!

Encantamento total, ver que os três primeiros premiados são pianistas fenomenais, altamente credenciados para pisar em qualquer um dos mais exigentes palcos do planeta. O terceiro prêmio, com a Medalha de Bronze, é um fenômeno e tem apenas 19 anos, o americano de origem asiática Daniel Hsu. O segundo prêmio com a Medalha de Prata é o americano Kenneth Broberg de 23 anos e o primeiro prêmio, a Medalha de Ouro Nancy Lee and Perry R. Bass, foi dada ao sul-coreano Yekwon Sunwoo de 28 anos, que levou ao delírio a platéia, após a brilhante execução do Concerto nº3 para Piano e Orquestra de S. Rachmaninov, sob a regência do americano Leonard Slatkin. Os três premiados ganharam, entre vários sonhos, o agenciamento com empresários, que cuidarão de suas carreiras pelos próximos três anos. Sonho? Talvez não, pura realidade.

CARMINA BURANA

Ontem foi a estréia de “Carmina Burana”, a famosa cantata do compositor alemão Carl Orff, com  coreografia inédita assinada por Rodrigo Negri, profissional do Corpo de Baile do Theatro Municipal, com mais três apresentações até o próximo dia 20. Será a primeira atuação conjunta, em 2017, com o  Ballet, o Coro e a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, os corpos estáveis da instituição. O Coral Infantil da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, com direção artística de Zezé Chevitarese, fará uma participação especial e a Orquestra Sinfônica do TMRJ, será regida pelo maestro titular Tobias Volkmann.

Os solistas serão a soprano Michele Menezes, o tenor  Jacques Rocha e o barítono Homero Velho.

O Corpo de Baile do Theatro Municipal estará formado pelos Primeiros Bailarinos, Marcia Jacqueline, Cláudia Mota, Cícero Gomes, Moacir Emanuel e Filipe Moreira.

Os Primeiros Solistas serão Deborah Ribeiro, Edifranc Alves, Priscila Mota e Karina Dias e como Segundos Solistas, Rachel Ribeiro, Santiago Junior, Viviane Barreto e Carlos Cabral e ainda Mônica Barbosa, Fernanda Martiny, Renata Gouveia, Bruno Fernandes, Juliana Valadão e Regina Ribeiro.

Dias 17 e 18, às 17h

Dia 20, às 20h

Ingressos: 2332-9191

Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Centro - Rio de Janeiro

SALA 

O pianista russo Evgeni Mikhailov faz recital no dia 20, às 20h, no palco da Sala Cecília Meireles. Graduado no Conservatório de Moscou e  especializado no repertório da chamada “Era de Prata” da música Russa, o artista tem sido convidado para compor o júri de inúmeras competições, além de conduzir máster classes pela Rússia, Estados Unidos, Coreia, Suíça e Suécia. No programa os Études-Tableaux em Dó Menor Op.39 Nº.1em Mi Bemol Maior, Op. 39 Nº.5 e em Ré Maior, Op. 39 Nº. 9 e os Prelúdios em Sol Maior, Op.32 Nº.5, Prelúdioem Sol Sustenido Menor, Op.32 No.12 de S. Rachmaninoff, assim como as Variações sobre um Tema de Corelli. A Valsa Mephisto  de F. Liszt e as Cinco Peças do Balé “O Quebra Nozes” também estão no programa.

Ingressos e informações: 2332-9223

Sala Cecília Meireles

Largo da Lapa, 47 - Centro

 

MÚSICA NO MUSEU

A Série Música no Museu  privilegia a voz nos seus  concertos do Rio de Janeiro, mesclando trechos de óperas, clássicos brasileiros e europeus com música coral, e uma novidade, uma apresentação de clarone ou clarinete baixo, um instrumento de sopro único. Abaixo a programação dos concertos que são todos realizados com entrada franca.

Dia 16, às 15h

Giuseppe Mauro, Belkiss Campos, voz

Dilia Costa, piano

Programa: Árias de ópera

Centro Cultural Justiça Federal

Av. Rio Branco, 241 – Centro – Teatro

Dia 17, às 17h

Thiago Tavares, claronista

Programa: Fala Clarona

Clube Hebraica

Rua das Laranjeiras 336 - Laranjeiras

 

Dia 18, às 11h30h

Coral Seresta e  direção de Paulo de Tarso Medeiros 

Programa: Clássicos brasileiros

Museu de Arte Moderna

Av. Infante D. Henrique 85- Flamengo

Dia 20, às 20h

Aline Driade, voz

Programa: Clássicos brasileiros

Iate Clube do Rio de Janeiro

Av. Pasteur 333 - Urca

 

Dia 21, às 12h30

Cantores alunos do Bacharelado em Canto da UNIRIO

Sopranos Alessandra Quintes e Luisa Pimenta,

Mezzo-sopranos Julia Requião eAndrea Vizzoto

Barítonos Jeison Riveros e Flavio Mello

Baixo-barítono David Azevedo

Programa: Árias de ópera

Centro Cultural Banco do Brasil CCBB

Rua 1º. de Março,66- 4º andar- Sala 26

Dica da semana - O esplendor do Concerto nº3 de Rachmaninov pelas mãos de Yuja Wang

Tags: coluna, luiza, maior, nobre, sol

Compartilhe: