Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

Sol Maior

Agenda: Quebra-Nozes, Scopel e Música no Museu

Maria Luiza Nobre

É Natal ! 

A semana tem os últimos acordes dos concertos da temporada de 2016. Foi um ano com problemas, muitos superados e outros não, mas o que fica é a vontade de acertar. Na próxima semana, a já tão aguardada lista dos 10 melhores concertos do ano.

A coluna deseja um Feliz Natal para os leitores, com os votos de muita paz e luz, mas como sempre, basta clicar na foto abaixo e apreciar o melhor da música clássica. Boa semana!

QUEBRA-NOZES

É uma tradição apresentar na época do Natal, o clássico “O Quebra Nozes”, um dos balés mais populares da história e tão esperado principalmente pelas crianças.

A grandiosa versão assinada por Dalal Achcar, terá as últimas récitas nesse final de dezembro, e estarão no palco como solistas dos personagens centrais de Fada Açucarada, Príncipe Quebra-Nozes, Rainha das Neves e Príncipe das Neves os primeiros bailarinos Claudia Mota, Márcia Jaqueline, Karen Mesquita, Cícero Gomes, Francisco Timbó, Filipe Moreira e Moacir Emanoel à frente dos solistas e demais integrantes do Ballet do Theatro Municipal, sob a direção de Ana Botafogo e de Cecília Kerche, acompanhados pelo Coro e pela Orquestra Sinfônica do TMRJ. A produção com cenários e figurinos de José Varona conta ainda com a participação especial dos alunos da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa. A regência será de Javier Logioia Orbe.

“Todos nós temos em algum momento de nossas vidas fascínio pelo mágico. É como se nós tivéssemos o poder de, através de um gesto ou de um pensamento muito forte, fazer com que as coisas aconteçam de um jeito que nos encante. É assim que a criança brinca. É assim que o adulto alimenta suas esperanças e sua fé por toda a vida. Aqueles que não têm sentimento algum de magia, encantamento, fé e esperança são como árvores tristes e secas, pois perderam pelo mundo afora parte da criança que todos guardamos dentro de nós. É esta criança adulta que nos mantém vivos, presentes e com capacidade de sonhar e correr atrás de seu sonho. O Quebra-Nozes é apenas um exemplo de como poder sonhar é bom”, explica a coreógrafa Dalal Achcar, autora desta versão.

As datas das últimas récitas do balé estão abaixo.

Dia 23, sexta-feira, 20h

Dia 27, terça-feira, 20h

Dia 28, quarta-feira, 20h

Dia 29, quinta-feira, 20h

Dia 30, sexta-feira, 20h

Ingressos e informações: 2332-9191

Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Praça Floriano s/n° - Centro

SCOPEL

Aleyson Scopel é um dos mais importantes nomes da nova geração do piano no Brasil. O pianista brindou a platéia do seu recital, realizado na semana passada, no palco da Sala Cecília Meireles com sua arte, seu pianismo sério e profundo, sua inteligência musical e sua seriedade, fato raro hoje em dia, diante da música respeitando com louvor os diferentes estilos dos compositores das obras apresentadas.

Schubert foi o primeiro compositor a ser ouvido, através da Sonata em Lá Maior D.664, uma tradição entre as sonatas do mestre austríaco. Claude Debussy teve o melhor de sua música francesa traduzido pelas Images II onde Scopel estava em seu mundo rico na sua palheta sonora, pedalização certísssima, perfeito no estilo e sobretudo cérebro pensante através da emoção da sua arte. Uma técnica apurada a serviço da busca do melhor. Tudo estava nas entrelinhas de um impressionismo nítido e respeitado.

O americano Frederic Rzewski  foi conhecido pela sua obra Winnsboro Mill Blues, mas o final do recital trazia uma das melhores surpresas, a Sonata em Si Menor do compositor húngaro Franz Liszt. Mais uma vez Scopel mostrou sua técnica natural e uma bela estrutura da obra, entendida na melhor tradução poética. O pianista se sente muito bem no palco, isso é notório, tudo é muito pensado, e a realização é o domínio do cerebralismo aliada a melhor das intuições. Sem dúvida foi uma das melhores surpresas de 2016 o belíssimo recital do pianista Aleyson Scopel que tem o BRAVO da coluna.

MÚSICA NO MUSEU

Encerrando a temporada de 2016, o último concerto será realizado dia 28, às 12h30, no Centro Cultural Banco do Brasil, na sala 26, apresentando o Aurora Piano Quartet formado pelo pianista argentino Tomás Alegre, violinista Amia Janicki, representando a Polônia e o Japão, o violista brasileiro  Natanael Ferreira e o violoncelista americano  Gabriel Esteban.

No programa obras de  Faure, J.Turina, Martinu, Brahms, Mozart e Schumann.

Centro Cultural Banco do Brasil

Rua 1º. de Março 66- 4º. Andar- sala 26

Entrada Franca

Dica da Semana - Gustavo Dudamel rege as Variações Brahms Haydn

Tags: Luiza, coluna, maior, nobre, sol

Compartilhe: