Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Sol maior

Agenda da semana e um bravo a Sarah Chang

Maria Luiza Nobre

SARAH CHANG – Quando se pede aos pais um violino aos três anos de idade,é a maior prova de amor ao instrumento. Foi assim que a violinista Sarah Chang expressou seu desejo de estudar violino. 

Nunca me esqueço de ver a menina de apenas oito anos,brilhar sob a batuta do maestro Zubin Mehta, seríssima e altamente determinada. Ainda estou sob o impacto da deslumbrante artista que ontem encantou a platéia do Theatro Municipal do Rio de Janeiro,em recital com o pianista Julio Elizalde. O fato de Sarah ter pisado no palco desde menina, traduz a natureza com que ela se sente no local,uma discreta bailarina,que faz o que quer com o instrumento,aliás um belíssimo Guarnieri del Gesù de 1717. Técnica magnífica,um arco perfeito, afinação e som dos deuses com pianíssimos eletrizantes. Surgiu na primeira parte do programa com um lindo vestido azul royal,para tocar o Cantábile de Ré Maior op.17 de Nicolo Paganini de uma maneira especial.A Chacona em Sol Menor de Vitali é uma obra também tradicional no repertório, e a bravura com que Sarah entrou na obra,fazendo com que todos os problemas técnicos fossem transformados em pó de pérola,com uma concentração magistral,a tal ponto que nem o morcego que saiu voando de um camarote, foi percebido pela bela violinista,são sem dúvida seu trunfo. 

Maria Luiza Nobre e Sarah Chang
Maria Luiza Nobre e Sarah Chang

Tive a certeza que o saudoso e queridíssimo Leonard Bernstein,estava entre nós,com a brilhante execução da Suíte de West Side Story pelas mãos de sua grande intérprete. Na segunda parte Chang trocou de vestido, aliás,o mesmo vestido com que dividiu o palco nos Estados Unidos com o maestro Marcelo Lehninger,no mês passado. A Sonata nº2 para Violino e Piano em Ré Maior op.94a de Sergei Prokofiev,um texto original para flauta e piano,foi o crescendo final do recital.É impossível querer maior perfeição em uma performance, simplesmente divina.Vocês não imaginam como eu fico feliz por poder ser testemunha de tanta devoção ao instrumento,Sarah toca com uma paixão digna da estrela que é,aliás uma pessoa encantadora,simplesmente divina.

O pianista Julio Elizalde tem uma química imensa com Sarah,sobretudo para quem divide o palco há apenas um ano. Nota interessante,ele usa um iPad Air da Apple,um software para leitura musical for Score e um pedal wireless Bluetooth. Adoro tecnologia,mas ainda gosto de virar as páginas das partituras com minhas mãos,acho mais natural.

O BRAVO da coluna ao encantamento  da violinista Sarah Chang.

OPES – A Orquestra Petrobrás Sinfônica apresenta o Grande Circo Místico de Chico Buarque e Edu Lobo na Cidade das Artes,com formato sinfônico, participação da mezzo-soprano Juliana Amaral, do barítono Marcelo Coutinho e regência de João Maurício Galindo em curta temporada. Serão quatro apresentações,dias 5 às 21h,dia 6 às 21h30,dia 7 às 20h e dia 8 às 18h, na Grande Sala da Cidade das Artes. Para todas as informações: 4003-1212. 

JOVENS – Sucesso a Série Jovens Pianistas, já na 44ªedição realizada em Cabo Frio, está convidando para o recital do pianista mineiro Silas Barbosa no próximo dia 7,às 20h,no Teatro Municipal de Cabo Frio com entrada franca. No programa obras de Mozart,Liszt e Schumann. 

VIDEO I – Sábado, dia 7 de junho às 16h, é dia de videoconcerto no Planetário da Gávea dirigido por Nelson de Franco. Maiores informações: 2274-9972.  

VIDEO II – A Série Desafios Musicais apresenta duas sessões no dia 7 de junho,às 14h e 16h, no confortável cinema do Centro Cultural Justiça Federal com direção de Saulo Chermont. Ingressos no local e informações: 2550-2587. 

MÚSICA NO MUSEU – Após o sucesso do IX Rio HarpFestival,com 145 concertos lotados,neste junho que acaba de chegar, a Série Música no Museu homenageia a voz, apresentando concertos com trechos de óperas,clássicos brasileiros e europeus totalizando 22 eventos. Mesmo com a Copa do Mundo,a série faz um rallentando. Dia 7,às 17h,no clube Hebraica, concerto do grupo Sangeet Ananda, meditação com danças e música indiana. Dia 8,às 11h30,o já tradicional concerto de domingo,no Museu de Arte Moderna,com recital de Angela de Carvalho,voz e Claudio Vettori,piano.No programa obras de Puccini,Verdi e Carlos Gomes.

Dia 9,às 12h30,no Real Gabinete Português de Leitura, é a vez do Coral do TCE,com regência de Gláucia Henriques e Zeca Rodrigues, cantando clássicos brasileiros. Dia 11,às 12h30,no Centro Cultural Banco do Brasil,na sala 26,4º andar,apresentação do Grupo Saldanha e regência de Marcelo Saldanha com o tema Brasil e sua música.

Dica da Semana:o Quinteto para pianos e cordas de Schumann, para festejar a vida

Tags: coluna, maior, nobre, sol, texto

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.