Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Junho de 2018 Fundado em 1891
Sol Maior

Colunistas - Sol Maior

Casa de Mauá premia a Cultura

Jornal do Brasil Maria Luiza Nobre

A Associação Comercial do Rio de Janeiro,também conhecida como a Casa de Mauá,entregou O Prêmio Visconde de Mauá de Cultura 2013,em solenidade no Palácio do Comércio no último dia 20.

O Prêmio é uma iniciativa da ACRJ através seu Conselho Empresarial de Cultura,mais especificamente do Comitê Visconde de Mauá,já está na sua 8ª edição e tem como um dos objetivos principais incentivar e reconhecer as empresas que estimulam e patrocinam cultura na cidade do Rio de Janeiro.

O presidente da ACRJ,Antenor Barros Leal sempre valorizou o a cultura na Casa de Mauá por entender a importância deste setor, afirmando ainda que “ao acolhermos um Conselho de Cultura na Associação Comercial do Rio de Janeiro,reconhecemos a cultura como uma atividade econômica constituída de fundamental relevância para o desempenho comercial. Entendemos, também, a necessidade de se investir em iniciativas que tirem o Brasil da periferia e promovam a educação, que é a única forma para chegarmos a um futuro digno. As figuras que são premiadas hoje fizeram o seu papel de cidadãos e contribuíram, de alguma maneira, para transformar esse país”.

O Prêmio Especial foi concedido ao empresário e presidente da Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira,Eleazar de Carvalho Filho,filho do saudoso maestro Eleazar de Carvalho,fundador da OSB,que  afirmou “que o prêmio chega em um momento muito especial para a fundação”. As três empresas ganhadoras da honraria foram a Abril, a Shell Brasil e a Sul América Seguros. A Abril foi representada pela  diretora de Relações Corporativas do Grupo Abril, Meire Fidelis, que ressaltou que a empresa já nasceu focada em educação e cultura.“Há 63 anos, quando o Victor Civita fundou o grupo, que hoje é um dos maiores da América Latina e emprega mais de 9 mil pessoas, ele focou totalmente nesses dois temas, por acreditar que são eles que tornam uma nação mais próspera. Por isso, não há como destacar um projeto único realizado pela empresa. A Abril ganhou esse prêmio pelo conjunto da sua obra”. Recebeu a premiação pela Shell Brasil,a  gerente de Investimentos Sociais da empresa,Leíse Duarte, afirmando que  em sua história, a companhia sempre esteve preocupada com o desenvolvimento cultural do país. “Desde que a Shell entrou no Brasil, há 100 anos, ela é reconhecidamente apoiadora da cultura nacional. É de extrema importância ressaltar as qualidades do país aonde você está, porque são elas que mostram a identidade do povo. Além disso, a cultura está sempre associada à educação e à sabedoria, e nenhum país progride sem educação. Por isso, há 25 anos, promovemos o Prêmio Shell de Teatro, que já se tornou uma das mais tracionais premiações da cena teatral brasileira”.O vice-presidente de Automóveis e Ramos Elementares da SulAmérica Seguros, Carlos Alberto Trindade Filho, agradeceu o prêmio e afirmou que a ligação com a promoção da cultura é algo que se integra aos valores da empresa.“Faz parte do DNA da SulAmérica incentivar movimentos culturais. Em 2012, essa ligação ficou ainda mais forte com o “Circuito SulAmérica de Música e Movimento”, que teve como objetivo democratizar o acesso à cultura, patrocinando peças e espetáculos de grande sucesso. No ano passado, produzimos sete espetáculos e o Projeto Música em Trancoso, que reuniu cerca de 10 mil pessoas em oito dias de concertos de música clássica em Trancoso. Esse prêmio nos estimula a continuar nesse caminho e a realizar muito mais do que já foi feito até agora”.

A comissão julgadora do Prêmio Visconde de Mauá 2012 tem como presidente de honra, o embaixador Marcílio Marques Moreira; como coordenadora geral,a vice-presidente  da ACRJ,Maria Luiza Nobre de Almeida; como coordenador-adjunto,o publicitário Jomar Pereira da Silva Roscoe; como integrantes o empresário Paulo Roberto Menezes Direito, Ricardo Levisky e Teresa Maria Mascarenhas,além de Ricardo Cravo Albin,Presidente do Conselho Empresarial de Cultura.

 

 



Tags: coluna, jb, maria luiza, nobre, sol maior

Compartilhe: