Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

Sol Maior

CD da semana – Capella Bydgostiensis 

Maria Luiza Nobre

Uma das maiores orquestras de câmara da Polônia, a Capella Bydgostiensis acaba de lançar um CD totalmente dedicado à música clássica brasileira.

O elo de ligação é o maestro brasileiro José Maria Florêncio, radicado na Polônia desde 1985, e antigo aluno da Juilliard School of Music em Nova Iorque. O regente tem sido convidado constante das Orquestras Filarmônica de Varsóvia, Consevatório Tchaikovsky de Moscou, Schauspielhaus de Berlin, entre outros conjuntos.

O CD em questão teve uma primorosa execução das obras escolhidas pelo maestro Florêncio, de compositores brasileiros, como a Suite Antiga e a Serenata para cordas de Alberto Nepomuceno; o Desafio III para violino e orquestra de cordas de Marlos Nobre, tendo como solista a violinista Maria Fernanda Krug; a Suite Nordestina para cordas de Ernst Mahle; Três Paisagens Brasileiras para violino e cordas de Beethoven Cunha; Quatro Momentos nº3 para cordas de Ernani Aguiar.

A violinista Maria Fernanda Krug é altamente credenciada por seu antigo professor, o célebre violonista Salvatore Accado, além de ter uma técnica apurada e transparente. O maestro José Maria Florêncio, apesar de estar vinculado ao meio musical polonês há várias décadas, tem suas raízes fortemente ligadas ao Brasil e à música de qualidade produzida no país de diferentes épocas e estilos. Este CD é, portanto, uma ótima mostra para os amantes da música, tanto no Brasil como no exterior, da produção nacional.

O BRAVO da coluna ao maestro José Maria Florêncio e aos seus intérpretes. 

Tags: Artigo, JB, bydgostiensis, coluna, maria luiza nobre, sol maior

Compartilhe: