Jornal do Brasil

Quinta-feira, 26 de Abril de 2018 Fundado em 1891
Sol Maior

Colunistas - Sol Maior

O Rio é a capital da harpa em maio  

Jornal do Brasil Maria Luiza Nobre

O Rio de Janeiro é a capital da harpa pela sétima vez consecutiva.Todas as atenções do mundo se voltam para a cidade maravilhosa.

Começou ontem o RioHarpFestival - Música no Museu, evento que, além de fazer parte do circuito mundial da harpa, é mais do que consolidado na  agenda cultural da cidade, trazendo este ano a representação de 25 países que terão seus artistas divididos em mais de 100 concertos, entre os quais 89 no Rio e 11 em outras cidades.

É o maior trânsito de harpas no mundo, com concertos na Ilha Fiscal, no Corcovado, Biblioteca Nacional, Forte de Copacabana, Igreja da Sé, Igreja N.Sra.da Paz, o Grande Templo-Sinagoga do Rio de Janeiro, Real Gabinete Português de Leitura, Arquivo Nacional, Iate Clube do Rio de Janeiro, Sociedade Hebraica, Paço Imperial, Centro Cultural Banco do Brasil, além do Museu da Favela, no Pavão-Pavãozinho e Jockey Clube do Rio de Janeiro. É uma verdadeira oportunidade  para os artistas conhecerem o Rio, se apresentando, inclusive, em diversos pontos turísticos.

Harpa em destaque no Rio

As estrelas principais este ano são a harpista japonesa Kaori Otake, que é vice-presidente do Congressos Mundial de Harpas, Benjamin Creighton, do País de Gales, que é considerado como a grande revelação da harpa no mundo, além da novidade da apresentação do harpista Gustavo Beaklini, que tocará no Parque das Ruínas com coreografia da Escola Nacional de Circo, assim como as harpistas japonesas Kaori e Miya Otake, que brindarão o público com “Os Tambores do Japão”, em outra coreografia.

Hoje serão apresentados dois concertos no Teatro SESI/Firjan, às 12h30, com Claire Le Fur e o “Quartuor Les Alizes” representando a França, ainda com a participação dos músicos franceses François Detton, flauta, Cecile de Rocca Serra, violino e viola, Franck Bilot, clarinete, e Jean Eric Thirault, violoncelo. No mesmo local, às 15h, será a vez do País de Gales, com seu representante Benjamin Creighton,de apenas 15 anos, e às 18h, no Centro Cultural Banco do Brasil, será a vez da Espanha representada por Cristina Mateus. O programa completo está no site www.rioharpfestival.com.br 

O BRAVO da coluna por mais essa iniciativa colocando o Rio, mais uma vez, como a capital mundial da harpa.



Tags: agenda, concerto, maria luiza nobre, musica classica, sol maior

Compartilhe: