Jornal do Brasil

Sexta-feira, 20 de Abril de 2018 Fundado em 1891
Sol Maior

Colunistas - Sol Maior

Começa o Rio International Cello Encounter

Jornal do Brasil Maria Luiza Nobre

O Festival foi criado em 1994 pelo violoncelista inglês David Chew em homenagem ao maestro Heitor Villa-Lobos, que tocava violoncello. O “cello”, como é chamado o instrumento, torna-se o principal personagem do festival reunindo, naturalmente, os mais variados instrumentos, com concertos diários durante 15 dias - uma verdadeira agitação cultural na cidade.

>> Veja a agenda da semana

Além das apresentações, serão realizados workshops gratuitos, o que representa a possibilidade de aperfeiçoamento e grande aprendizado para os músicos que chegam de outros estados, com professores e instrumentistas estrangeiros vindos especialmente para a mostra. 

O BRAVO da coluna ao violoncelista inglês David Chew pela criação do evento e pela Ordem do Império Britânico, que lhe foi concedida por Sua Majestade, a rainha Elizabeth II.

Rio International Cello Encounter começa na próxima sexta-feira, no espaço SESC/Copacabana 

 Programação do Festival durante a semana

 A abertura será dia 5, às 20h, no Espaço Sesc/Copacabana. O programa é bem diversificado, apresentando David Chew e seus convidados, como a soprano Martha Herr, Wagner Tiso e Claudia Tolipan-pianos, Duo Folia, Quarteto UFF, London Music Club e RICE Cello Ensemble.

Dia 6, às 20h, Minna Rose Chung ao cello e Judith Siebert ao piano no Sesc/Copacabana. 

Dia 7, às 16h, na Igreja da Candelária, a Orquestra de Violoncelos e Contrabaixos de Volta Redonda, regida por Sarah Higino. No mesmo dia, às 20h, no Sesc/Copacabana, Jasmine Lin no violino e Lars Hoeffs, violoncelo. 

Dia 9, às 18h, Kim-Bak Dinitzen e Gerald Robbins no Sesc/Copacabana. Às 20h, no mesmo local, o flautista James Strauss e UDI Cello Ensemble. Entrada franca.



Tags: rio international cello encounter, sol maior, violoncelo

Compartilhe: