Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Junho de 2018 Fundado em 1891
Sol Maior

Colunistas - Sol Maior

Festa para o Teatro Municipal

Jornal do Brasil Maria Luiza Nobre

O Teatro Municipal do Rio comemora hoje 102 anos de existência com uma variada programação. O Concerto de Abertura será realizado, às 10h, com a apresentação da Orquestra Sinfônica Mariuccia Iacovino, seguido, às 12h, dos alunos da Escola Estadual de Danças Maria Olenewa, que dançarão La valse, de M.Ravel, com cenografia de Eric Frederic. Já às 14h, a Companhia Jovem de Ballet do RJ, que tem direção artística da grande Dalal Achcar e direção geral de Marisa Estrella, apresentará a Suite masquerade,  com música de A.Katchaturian e coreografia de Tindaro Silvano, entre outras peças. 

A casa da música de concerto, da ópera e do balé celebra 102 anos com agenda cheia

Os Pequenos Mozart, lindo grupo formado por crianças de 3 a 14 anos, com direção de Suray Soren, sobem ao palco, às 15h40, tocando Vivaldi, Beethoven,Toquinho e Tom Jobim. 

Continuando a festa, o violinista norueguês Ole Böhn e seus alunos do Tecchler Quartet, formado por Jonathan Mui e James Dong, violinos; Carl Lee, viola; Christopher Mui, violoncelo e os solistas James Dong e Jonathan Mui,  tocam o Quarteto em dó menor, de Schubert, o Largo da sonata para violino solo em dó maior, de Bach, o Capricce nº 1, de Paganini, a Sonata para violino solo nº 6, de Ysaye, e o Quarteto em fá maior,de Ravel.

>> Você entende de direito autoral?

>>Agenda da semana

O Balé do Teatro Municipal traz também ao palco, às 18h, Gala de Rolland Petit, espetáculo de sucesso de público e crítica com as coreografias L’Arlésiènne e Carmen, com música de G.Bizet. O encerramento será, às 21h, com o Coro e Orquestra Sinfônica da casa com o primeiro ato da ópera Nabucco, de G.Verdi, a que o público poderá assistir na íntegra a partir de 21 de julho. Os solistas serão Rodolfo Giugliani, Eliane Coelho, Sávio Sperandio, Denise de Freitas, Marcos Paulo, Carlos Eduardo Marcos, Jacques Rocha e Celinelena Ietto. Os figurinos são de Marcelo Marques, cenários de Renato Theobaldo e iluminação de Fabio Retti. A direção cênica é de André Heller-Lopes, sob a batuta de Silvio Viegas, regente-titular da casa. Todos os eventos têm entrada franca, e a classificação etária é livre.



Tags: 102 anos, aniversário, teatro municipal

Compartilhe: