Jornal do Brasil

Terça-feira, 24 de Outubro de 2017

País - Sociedade Aberta

Condição invariante

Jornal do BrasilTarcisio Padilha Junior

A vida cotidiana demonstra o interesse que cada um tem em descobrir, para além do que ouve, a realidade das coisas. A observação de inúmeros fatos, que à luz da razão se revelam inexplicáveis, bastam para pôr no centro das atenções o problema fundamental que é a questão do sentido da vida.

A literatura, a música, a pintura, a escultura, a arquitetura e tantas outras manifestações da sua inteligência criadora expressam esta busca pelo sentido da vida humana. É, por conseguinte, impensável que uma busca profundamente radicada na natureza humana possa ser completamente inútil. 

A vida de um tem impacto inevitável na vida do outro, de sorte que jamais podemos alegar que o outro não nos diz respeito. O exercício da liberdade penetra a liberdade do outro e reciprocamente. Como meu comportamento impacta o comportamento do outro, sou diretamente responsável por isso.

Concretamente, a liberdade deve ser a maior possível dentro da maior responsabilidade possível. Estamos habituados a falar de compromisso ético em situações de responsabilidade consciente. Entretanto, há ligações possivelmente inconscientes que não se levam em conta, muito embora frequentes.

No plano do inconsciente os seres humanos de todos os tempos e lugares se encontram na mesma condição invariante, conforme Lévi-Strauss. A vida humana é tanto consciente quanto inconsciente, mescla complexa e não linear de ambas as dimensões, predominando, porém, no dia-a-dia o inconsciente.

Quando profundamente radicada na natureza humana, essa busca contém abertura à transcendência. 

* Engenheiro 

Tags: Artigo, JB, Sociedade, aberta, tarcisio

Compartilhe: