Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

País - Sociedade Aberta

Quer abrir uma franquia?

Cláudia Gonçalves*

Para abrir um negócio, é necessário compreender o que pode ser feito e entender o processo passo a passo.  Envolve riscos, envolve certa dose de entusiasmo e ousadia, necessita de ritmo para se realizar, e tudo isso precisa ser compreendido antes de iniciar o planejamento do negócio com tudo que este envolve.  Na nossa empresa, fazemos questão de prestar todos os esclarecimentos sobre o sistema de franquias. É um negócio como outro qualquer, mas com suas especificidades.

Para um bom planejamento, caso não se tenha conhecimento, pode-se buscar orientação junto ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) ou a alguma empresa que preste serviços de consultoria empresarial. É sempre bom ter referências a respeito.

Após esse planejamento, o empreendedor que deseja entrar para um sistema de franchising deve buscar fontes da franquia com a qual pretende abrir seu negócio.  Primeiramente, deve ser escolhido um ramo de negócio com o qual se identifique, pois esta será a sua vida daqui para a frente.  Ao menos, na maior parte do dia. É preciso esclarecer que, a um bom resultado, prescindem presença e competência administrativa do dono do negócio.  Não se deve pensar em abrir um negócio para se trabalhar menos.

Depois, entender o sistema é fundamental.  Um sistema de franchising possui regras.  Uma rede, com diversos donos, para funcionar como unidade – já que é uma só marca – deve obedecer a normas e seguir padrões.  É isso que faz uma rede ser reconhecida e percebida pelo cliente como tal. É um tipo de negócio em que não se tem toda liberdade para agir, mas existem também facilitadores para o sucesso.

Franquia não é garantia de sucesso, mas é minimizador de risco.  O franqueado deve pagar uma taxa pela franquia e royalties por uso da marca. Em contrapartida, o franqueador, em geral, possui marca sólida, fornece know-how, treinamento, acompanhamento, suporte, marketing dentre outros pontos.  É um grande advento o sistema de franchising.  Permite a expansão de um negócio com diversos empreendedores e necessidade de menor capital por investidor. No Brasil, existe uma lei que rege o segmento.

Atualmente, o número de franquias cresce de forma exponencial. Mas é necessária uma análise criteriosa sobre o negócio no qual se tenha interesse em investir.  Análise do franqueador, especialmente.  Alguns problemas surgem  também com o crescimento das franquias no país e no mundo.  A atenção quanto à solidez do franqueador – pesquisa junto a outros franqueados sobre a franquia, filiação junto à ABF (Associação Brasileira de Franchising), prêmios que consagram a excelência da franquia, leitura atenta à COF (Circular de Oferta de Franquia), dentre outros – é fundamental para a segurança do negócio. 

* Cláudia Gonçalves  é diretora-executiva da Casa da Empada.

Tags: aberta, claudia, coluna, gonçalves, Sociedade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.