Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

País - Sociedade Aberta

O desafio de ser um empreendedor pode ser ensinado?

Daniela Balz Hara*

Empreender, inovar, conquistar espaço, fazer a diferença. Tudo isso é estimulante quando se tem a carreira toda pela frente. Na maioria das faculdades e universidades, os cursos estão focados na formação profissional, ou seja, no ensino das disciplinas que formarão a base fundamental para a profissão a ser exercida. Entretanto, nós, educadores, sempre nos perguntamos: é possível ensinar a empreender? Como podemos contribuir para formar profissionais e cidadãos empreendedores? A resposta é simples: sim, é possível. Além de se ensinar com exemplos, o empreendedorismo poder ser praticado, estimulado, incentivado e aguçado.

Ao compilar diversas ideias publicadas por grandes nomes da administração e economia, o empreendedorismo pode ser entendido como a arte de fazer algo novo, que agregue e traga evoluções, soluções. Esse empreendedorismo pode ser ensinado. Empreender é encarar os desafios do mercado e lançar-se com conhecimento e preparo em um mar de oportunidades.

Nos cursos de graduação, as aptidões ao empreendedorismo podem ser desenvolvidas ao longo de toda a formação acadêmica. Nos planos de ensino das inúmeras disciplinas sempre há espaço para o apreço do contexto histórico, para a definição de metas e busca de informações atualizadas e para o estímulo às discussões, análises e debates. Pensando assim, pode-se traçar um decurso de empreendedorismo em praticamente todos os aspectos da vida acadêmica. Novos mercados de trabalho surgem na observação dos pequenos detalhes que preenchem lacunas na sociedade, e esse olhar deveria ser construído junto aos alunos desde o início da sua formação.

A base para o futuro empreendedor está em descobrir suas verdadeiras aptidões e conciliá-las com uma formação satisfatória. Empreender pode ser fazer aquilo de que se gosta melhor do que tenha sido feito até então, ou simplesmente apostar em algo completamente inovador. Empreender é encarar os desafios do mercado, estudar, aprimorar-se e investir em uma carreira. É empreender para o mercado. Nos diversos cursos de graduação, a formação acadêmica nos apresenta as necessidades sociais de nossa época, e empreender em qualquer profissão significa transformar necessidades em possibilidades de trabalho, crescimento e desenvolvimento econômico. Assim, empreender se aprende e se ensina, e esse processo certamente contribui para a evolução de toda nossa sociedade.

*Daniela Balz Hara, professora, é coordenadora de cursos na Faculdade Anhanguera. 

Tags: aberta, coluna, daniela, hara, Sociedade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.