Jornal do Brasil

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

País - Sociedade Aberta

Uma goleada de sofismas

Gilson Caroni Filho*

Após a derrota do Brasil, choveram análises na grande imprensa associando o fracasso da Seleção a uma urgente necessidade de reorganizar o país (não apenas reformular as instâncias responsáveis pelas diversas práticas esportivas) em moldes "modernos". Leia-se: uma modernização radical feita pelo mercado, com claras associações ao modelo neoliberal que pretende ressurgir na candidatura Aécio Neves. Em conversa com amigos, sempre tentei explicar a falácia da proposta, apontando para o que, deliberadamente, ocultava. A todos respondi com um "a resposta está dentro de campo". Como vários não entenderam, volto ao Jornal do Brasil para elencar os sofismas.

1 — Muitos tentaram explicar o placar dilatado pelo nível de gerenciamento do futebol alemão. Se for por aí, pelo placar, Alemanha e Gana, que empataram em 2x2, estão no mesmo patamar de gestão.

2— Que o futebol é mal administrado, sabemos desde 1954, quando Flávio Costa afirmou que a maior paixão do brasileiro só tinha evoluído do túnel pra fora. Mesmo assim, com o que há de pior nas federações e confederações, encantamos o mundo em 1958/62/70/ 82, e ganhamos em 1994 e 2002. Isso não nega a urgência de reformulação, mas está longe de explicar a goleada de agora. 

3 — Os que, por cálculo político, acham que a derrota trará dividendos à oposição vivem em Marte. Esta foi a Copa das Copas que, contrariando os prognósticos de articulistas da grande mídia, TV Globo em especial, arrancou elogios da imprensa internacional e encantou a todos os que vieram ao Brasil pela primeira vez. Aeroportos funcionando perfeitamente, estádios bem construídos, jogos de alto nível técnico e a nossa hospitalidade contribuíram para o clima de magia vivido nos últimos dias. Ninguém aqui ignora que nossa sociedade ainda é muito desigual, mas isso não anula a confraternização de povos vista em praias, ruas e estádios.

4 - O surrado argumento de que o desempenho em campo reflete a sociedade brasileira é derrubado com uma simples pergunta: éramos melhores quando apresentávamos um futebol mágico? Vivíamos dias felizes na Copa de 70?

5— Parte do sucesso dos alemães se deve a uma bem traçada estratégia de RP. Li isso também. A escolha da camisa (com cores que estão na bandeira alemã) levaria a uma identificação imediata da torcida do Flamengo com a seleção germânica. Acreditar nisso é passar um atestado de idiotia no torcedor brasileiro, na sua capacidade de discernimento. Claro que o flamenguista, como qualquer torcedor, é brincalhão, gosta de tirar onda, mas sabe diferenciar as coisas. Ademais, cabe lembrar que Vitória, Sport e outros clubes têm camisas rubro-negras. E, cá entre nós, um bom RP aconselharia a administrar o jogo a partir do terceiro gol e não promover o massacre de 7x1.

6 — A Copa termina amanhã. Pode ser que a Alemanha, com o resultado obtido ontem, embale e ganhe a Copa. Ou não. Eu sei que os tempos são outros, mas em 1950 o Brasil venceu a Suécia por 7x1, a Espanha (com quem os uruguaios haviam empatado) por 6x1, e todos sabem qual foi o desfecho. Por isso o futebol é mágico, imprevisível e trágico. Repito: busquem explicações dentro do campo. É nele que os deuses estão.

Em outubro, o embate dos embates será na esfera política. E nela não há deuses, magia ou grandes metáforas. O que estará em jogo é se queremos avançar com políticas de inclusão social, aprofundamento da cidadania, fortalecimento do Estado, ou se pretendemos voltar a crer no "destino manifesto" da submissão ao imperialismo e do sucateamento de nossa estrutura produtiva. Quando a democracia se vê ameaçada, é hora de reafirmarmos nossa têmpera de combatentes. E aí não há espaço para vira-latices, com as quais as elites reacionárias construíram sua identidade. Que não pode se confundir com a nossa.

* Gilson Caroni Filho, professor, é sociólogo - Gilson.filhobr@terra.com.br

Tags: . sociedade, aberta, caroni, coluna, gilson

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.