Jornal do Brasil

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

País - Sociedade Aberta

Torcida gente do bem

Francisco José dos Santos - Dunga*

Depois de 64 anos o Brasil entra em campo, sedia a Copa do Mundo. O grito de gol une vozes e corações. É o futebol, sinônimo de alegria, a paixão do brasileiro. Um esporte que, como outros, desperta em nós valores e exemplos que podem influenciar positivamente na sociedade. Para quem o pratica, uma oportunidade de exercitar a disciplina, o trabalho em equipe, o saber administrar as vitórias e derrotas, e a saúde física e psicológica. Uma experiência de superação em prazos curtos.

E o que dizer dos torcedores? Daqueles que estão “assistindo”, que misturam suas vidas à paixão pelo time para o qual torcem desde crianças? Muitas vezes, é da arquibancada que transferimos para o campo nossas expectativas de uma vida vitoriosa. Por exemplo, ao vermos nosso time campeão, experimentamos, literalmente “por tabela”, a sensação de também sermos vitoriosos, assim como também nos sentimos derrotados ao ver que perdemos para o adversário.

Trazer as vitórias e derrotas à superfície dos sentimentos, das paixões e opções esportivas, dá sentido ao verbo TORCER, um gesto que favorece estreitar laços entre amigos, pais e filhos, casais, profissionais de diversas áreas... É a “Torcida gente do bem”, uma convocação para quem ama o esporte, é uma pessoa honesta, ética, trabalhadora e que usa o dom recebido por Deus para praticar o bem.

Os bons precisam agir, estar unidos, para não deixarem que o mal vença. Temos que resgatar a bondade. Deus quer contar conosco, quer nos dar ideias. E, se é preciso ter saúde física para praticar qualquer esporte, mais ainda é preciso saúde moral, psicológica, social e até mesmo espiritual para sermos “Torcida gente do bem”.

Acredite no bem que está em você. Torça, chore, ria, pule, celebre e volte para sua luta particular, pois seu time ganhar ou perder não lhe tira a condição de um ser humano que é “mais que vencedor!

Dunga, missionário da Comunidade Canção Nova, é escritor e é apresentador do programa PHN (Por hoje não) transmitido pela TV Canção Nova. Já gravou onze CDs e dois DVDs. 

Tags: aberta, coluna, Dunga, missão, Sociedade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.