Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

País - Sociedade Aberta

Convocando os craques do mercado

Aline Rabelo*

Com o início da Copa do Mundo, as críticas, relacionadas a este, que é o segundo maior evento esportivo do mundo, estão cada vez mais vorazes. No entanto, temos que admitir que o processo de formação e preparação das equipes é um exemplo importante para quem deseja obter conquistas importantes em sua vida, principalmente na financeira.

Quando o assunto é a Seleção canarinho, não temos dúvidas de que alguns dos jogadores selecionados pelo técnico brasileiro serão imprescindíveis para o sucesso do nosso país nesta Copa, não é mesmo? Assim como o treinador escolhe os melhores jogadores a fim de formar o time dos sonhos, nós também devemos assumir o controle de nossas finanças, como verdadeiros técnicos, e convocar as principais opções do mercado, ou seja, craques que podem nos ajudar na missão de organizarmos o nosso orçamento.

Como cada posição dentro de campo exige qualidades específicas, nas finanças não é diferente. Para escolher os craques ideais para colocar as contas nos trilhos, devemos primeiro analisar qual é o nosso perfil de investidor e objetivos e, sobretudo, conhecer os nossos principais adversários, como o time do consumo compulsivo ou o do crédito rotativo do cartão de crédito.

Feito isso, é possível formar a equipe ideal, que marcará os gols e fará as grandes defesas para o seu bolso.  Por exemplo, se a pessoa está com as contas em dia e pensa em investir em longo prazo, a poupança, certamente, não é a melhor opção. Considerando o cenário atual, o Tesouro Direto pode ser o seu “camisa 10”. Já para quem está endividado, é importante avaliar qual a melhor linha de crédito, preferencialmente a que possui os juros mais baixos, que pode permitir recompor a dívida e quitá-la em definitivo.

Tomar a decisão correta, na hora certa, também faz toda a muita diferença, seja no campo, seja para a sua conta bancária. Um segundo de descuido pode ser suficiente para entregar uma partida ou entrar no vermelho. Portanto, informe-se, fique atento às notícias e a movimentação do mercado.

Fique de olho, ainda, na escolha da comissão técnica. Ela deve ser composta por profissionais experientes, que conhecem o mercado profundamente. Portanto, não siga a opinião de curiosos ou de falsos experts, que prometem riqueza ou rentabilidade fácil. Componha a sua comissão técnica-financeira com bancos, corretoras e analistas de mercado certificados e idôneos.  Certamente, eles poderão ajudar.

 Por fim, faça a estratégia mais inteligente e entre em jogo para ganhar.

* Aline Rabelo é coordenadora do Investmania.

Tags: aberta, aline, coluna, rabelo, Sociedade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.