Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

País - Sociedade Aberta

Por que ter um consultor financeiro?

Dora Ramos*

Muitas pessoas acreditam ter total conhecimento sobre finanças, como utilizá-las para determinadas ocasiões e qual o melhor investimento a se fazer. Porém, na maioria dos casos, as escolhas são precipitadas, e tempo e dinheiro são desperdiçados. Por conta disso, embora muitos possam pensar o contrário, um conselheiro financeiro também pode ser muito útil para pessoas físicas, e não somente para empresas

A consultoria financeira é capaz de acabar com muitas das dúvidas que temos cotidianamente, e ainda pode nos ajudar a não sermos enganados. Uma das ações mais rotineiras, e em que muitas vezes somos prejudicados, é a negociação com os bancos, seja por empréstimos, parcelamento de dívidas, pagamento de cartão de crédito. Uma pessoa leiga que não tem muito conhecimento sobre o assunto pode tomar decisões erradas ou não saber como conversar corretamente com o gerente. Já o profissional financeiro conhece todas as leis, as possibilidades de negociação e, por isso, consegue o melhor acordo.

Além disso, uma pessoa especializada pode ajudar, por exemplo, em momentos como a utilização do 13º salário e na hora de saber quais documentos devem ser separados para declarar o Imposto de Renda. Embora sejam situações corriqueiras, elas podem nos causar muitas dúvidas e nos levar a erros básicos, que podem gerar sérios problemas.

Saber negociar com o banco, separar os documentos para o Imposto de Renda, saber o que fazer com dinheiro a mais são algumas das funções que podem ser feitas por um conselheiro financeiro. Mais do que isso, esse profissional é capaz de nos ensinar um pouco sobre o mercado e sobre como nós devemos agir para que não nos enrolemos em dívidas e, sobretudo, fiquemos em paz com o nosso bolso. Afinal, nos dias de hoje, a saúde financeira é fundamental para qualquer pessoa.

* Dora Ramos, diretora responsável pela Fharos Assessoria Empresarial, é especialista em contabilidade..

Tags: aberta, coluna, dora, Ramos, Sociedade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.