Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

País - Sociedade Aberta

A importância da limpeza na Copa do Mundo 

Antonio Luis Francisco*

A Copa do Mundo pode significar diversas oportunidades de negócios, em áreas nem sempre óbvias. Com o intenso e grande fluxo de pessoas torcedores ou turistas algumas atividades deverão ser feitas com maior rapidez e eficiência. Um exemplo é a limpeza de diferentes áreas e locais, que exigem não apenas técnica como produtos adequados.

Seja com equipes próprias ou terceirizadas, os locais dedicados a eventos – estádios, centros esportivos, hotéis, centros de venda e distribuição de ingressos, salas de imprensa, ambulatórios, restaurantes, bares, entre outros – precisam de um contingente preparado para atender com precisão o desafio de manter limpos todos os ambientes e áreas comuns para receber quem busca diversão durante o período do torneio.

Há no mercado equipamentos que são aliados nestas atividades, entre eles, as lavadoras de alta pressão, que tornam mais ágil a limpeza de pisos ou paredes, de grandes ou pequenas dimensões, com a eficácia necessária em locais públicos. Aliados a estas características, há fatores como a economia de água em comparação a sistemas convencionais de limpeza: o consumo de uma lavadora pode ser até oitos vezes menor do que uma torneira comum. Além disso, estes equipamentos contribuem para aumentar a produtividade relacionada à limpeza, uma vez que a pressão torna a lavagem mais eficiente, facilita um trabalho desgastante por si só e proporciona limpeza de melhor qualidade, atingindo locais de difícil acesso.

São vantagens para empresas e administradores públicos ou privados, que encontram no mercado equipamentos compactos, dedicados a diferentes necessidades, que proporcionam o asseio de ambientes, com vantagens. Num setor que, em 2013, tinha expectativa de crescer em torno de 7%, segundo a Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional, o que os grandes eventos podem representar?

Esses benefícios são especialmente importantes em um período em que a economia de água faz-se urgente – lembrando que várias regiões do país passam por forte estiagem, até mesmo com racionamento vigente em diversos municípios, situação agravada pelo aumento do consumo de energia elétrica devido às elevadas temperaturas do verão.

Água e Energia, inclusive, são o tema do Dia Mundial da Água de 2014, comemorado em 22 de março, dois assuntos intimamente ligados, uma vez que usinas hidrelétrica, nuclear e térmica precisam da água para gerar energia. Dados da Organização das Nações Unidas indicam que 8% da energia gerada no mundo são utilizados para bombear, tratar e distribuir água para as pessoas.

Este fato demonstra que, mesmo num país como o Brasil, onde a oferta de água ainda é grande, os cuidados com a preservação dos recursos hídricos, em termos quantitativos e qualitativos, são indispensáveis e devem ser tomados desde já.

A Copa do Mundo é uma oportunidade para se pensar sobre estas questões. Vale lembrar que é comum, em grandes aglomerações, o aumento da geração de resíduos, que exigem mais água durante a limpeza. Mais uma vez, equipamentos dedicados a estas funções promovem muitos benefícios, como praticidade, variedade de aplicação, além do baixo consumo de água e energia e mais conforto para o usuário.

O uso desses equipamentos é, de certa forma, um passo na conscientização da população, de empresas e governantes, quanto à importância de economizar água e racionalizar seu uso no cotidiano de grandes ou pequenas cidades e dentre tantos segmentos comerciais, industriais ou de serviços.

* Antonio Luis Francisco é diretor geral da JactoClean, referência nacional em equipamentos para serviços de limpeza.

Tags: estas, oportunidade, para, questões, se pensar, sobre

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.