Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

País - Sociedade Aberta

Soluções verdes

Janine Brito*

Desde a consolidação da definição do conceito de Desenvolvimento Sustentável, em 1987, no Relatório de Comissão Bruntland, vários temas relacionados à sustentabilidade vêm sendo discutidos no mundo corporativo. Mesmo o Brasil perdendo posições no ranking Global 100 Most Sustainable Corporations in the World, ainda assim lidera a lista entre os países emergentes com mais empreendimentos considerados sustentáveis.

Vários setores estão se preocupando mais com o tema, como a construção civil, por exemplo, devido ao seu histórico como grande geradora de resíduos e emissora de gases de efeito estufa – oriundos do processo de produção de cimento e do transporte de materiais de construção. Vale priorizar medidas sustentáveis, seja na oferta de serviços, nos produtos ou até mesmo nas estruturas de seus empreendimentos.

Sabemos que muitas vidas podem ser transformadas quando uma oportunidade é bem aproveitada. Trabalhando juntos, em prol do bem comum, podemos contribuir, e muito, para o meio ambiente, por meio de parcerias que geram resultados não só para o momento presente mas também numa perspectiva de futuro.

De acordo com uma pesquisa sobre "consumo sustentável", realizada em 2012 pelo grupo Sustentax, estima-se que aproximadamente 62% dos consumidores brasileiros estão dispostos a pagar 10% mais caro por produtos sustentáveis; 87% vão obter produtos sustentáveis desde que não tenham aumento de custo e 95% acreditam ser importante comprar de empresas verdes. Os empresários devem adotar uma nova postura, em que ética e responsabilidade socioambientais tornem-se fatores fundamentais. A capacitação dos profissionais na conscientização do meio ambiente é a principal política de sustentabilidade das organizações.  

*Janine Brito é diretora executiva da Ferragens Pinheiro. 

Tags: adotar, devem, empresários, nova, postura, uma

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.