Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

País - Sociedade Aberta

Cinco tendências do setor de franquias em 2014

Diego Simioni*

O ano de 2014 começou com poucas perspectivas de crescimento e grandes eventos. Há quem diga que passará tão rápido que, quando mal esperarmos, estaremos desejando feliz 2015! Verdade ou não, a questão é que 2014 reserva algumas boas oportunidades para o setor de franquias, e ficar esperando o ano acabar é pura perda de tempo. Então, mãos à obra e fique atento às cinco principais tendências deste setor:

Nordeste e interior, é pra lá que eu vou: O movimento de interiorização das franquias e a força do Nordeste como foco da expansão das redes deve continuar. Além de aumento de demanda nessas regiões, fatores como saturação dos pontos comerciais e alto preço dos aluguéis, principalmente nas capitas da região Sudeste, contribuem para esse movimento.

Copa do Mundo: O governo federal realizou altos investimentos em obras de estádios e infraestrutura. Apesar disso, a economia não reagiu conforme o esperado. De qualquer forma, franquias como escolas de idioma e outros segmentos relacionados com o turismo ou que trazem a bandeira de produtos brasileiros podem se sair bem. Se você pensa em comprar uma franquia que pode se beneficiar com o aquecimento propiciado pelo turismo, esta é uma boa hora de tirar o projeto do papel.

Pontos comerciais: Inaugurações de shopping centers continuarão fortes em 2014. Segundo a Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), está prevista a inauguração de 41 novas unidades. Esses empreendimentos representam um considerável incremento de aproximadamente 10% de área bruta locável. O aumento da oferta é importante para os investidores expandirem suas lojas, mas sobretudo para que os valores dos aluguéis não continuem subindo.

Ascensão das classes C, D e E: O consumo das classes mais baixas deve continuar expandindo em 2014, porém, provavelmente, não no ritmo como vinha acontecendo. Principalmente, porque o endividamento das famílias apurado pelo Banco Central bateu recorde em 2013 e superou o patamar de 45% da renda comprometido com dívidas. Como base de comparação, no início de 2008, esse valor era de 30%. De toda forma, segmentos como moda e beleza tendem a se beneficiar com a maior afluência das classes emergentes, pois, além de cobrir as necessidades básicas, começa a sobrar dinheiro para itens não essenciais.

Saúde é o que interessa: Obesidade, antes um fenômeno majoritário de economias desenvolvidas como os EUA, agora já faz parte da realidade brasileira. De acordo com o Ministério da Saúde, mais da metade da população brasileira tem excesso de peso. Apesar da popularidade dos produtos e hábitos saudáveis, ainda há espaço para crescimento. O desafio para operações como de alimentação saudável, academia e beleza é engajar o consumidor para que ele se torne fiel ao estabelecimento.

Enfim, 2014 reserva boas oportunidades. Basta ficar atento para aproveitar todas elas e fazer deste um ano de muito sucesso e, principalmente, de lucros.

* Diego Simioni, administrador de empresas, é sócio-fundador da Goakira, consultoria empresarial especializada em franquias.

Tags: 2014, atento, basta, boas, enfim, ficar, oportunidades, reserva

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.