Jornal do Brasil

Quinta-feira, 17 de Abril de 2014

País - Sociedade Aberta

O alvo

Tarcisio Padilha Junior*

Saber expressar nossas próprias emoções nos torna efetivamente capazes de conseguir o que almejamos.

Pessoas emocionalmente imaturas sentem-se embaraçadas em determinadas situações, e tentam compensar sua imaturidade com métodos lógicos e racionais. Pessoas emocionalmente limitadas vivem a maior parte de suas vidas como se não tivessem sentimentos, tendem a ver as experiências ocasionais de emoção irreprimível como imprevisíveis, rupturas indesejáveis na vida diária.

Fato é que o aprendizado emocional leva tempo e requer paciência. Precisamos conhecer tanto o que estamos sentindo quanto as causas daquilo que sentimos. As pessoas são intimamente afetadas pelas emoções umas das outras, mesmo que essas emoções não sejam completamente entendidas.

Na verdade, quanto menos as emoções forem efetivamente discutidas, mais serão desvalorizadas.

As emoções continuam a existir, mesmo quando ignoradas, e criam os efeitos de sua presença. Uma consequência da desvalorização das emoções é que elas podem aumentar, e mesmo fugir ao controle.

Em nossa vida diária, estamos constantemente tentando compreender o sentido do comportamento de outras pessoas. Nossa intuição é uma ferramenta poderosa para sentir a realidade subjacente. Num diálogo emocionalmente maduro, a pessoa que tiver a intuição de que há algo errado, após pedir permissão, deverá dizê-la. A reação correta a uma intuição é uma busca sincera do que está acontecendo.

Nosso comportamento é, em grande medida, o resultado de condicionamento social pelo qual não somos inteiramente responsáveis. Desde que não compreendemos o que estamos fazendo de errado, não podemos ser responsabilizados por isso. Em vez disso, precisamos tentar compreender a crítica.

Crucial hoje é a consciência de como emoções interagem umas com as outras, nas pessoas e entre as pessoas. Ficamos conscientes do poder das emoções quando as retemos, impedindo que atinjam o alvo.

Tags: comportamento, e, em grande, medida, nosso, o resultado

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.