Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Rio

Ex-diretor de redação do jornal O Dia, Ramiro Alves morre aos 59 anos

Jornal do Brasil

Ramiro Alves, ex-diretor de redação do jornal O Dia, morreu em sua casa, nesta quinta-feira (24), em Ipanema, zona Sul do Rio. Carioca, torcedor do Flamengo, o jornalista tinha 59 anos.

A carreira de Ramiro Alves despontou na década de 1980, na Rádio JORNAL DO BRASIL. Ficou na estação de 1981 a abril de 1985. Foi repórter, chefe de reportagem e editor.

Ainda na década de 1980, Ramiro Alves ocupou cargo de chefia na Tribuna da Imprensa e na TVE. Depois, em 1989, foi para o jornal O Globo, onde atuou como editor e coordenador de Política e chefe da sucursal de São Paulo.

Em 1997, Ramiro Alves tornou-se editor de Política da revista Istoé, em São Paulo. Permaneceu na publicação até 2005. Por breve período, entre 2005 e 2006, foi Assessor Especial do Ministério da Fazenda, em Brasília.

Ramiro Alves morreu no Rio de Janeiro, aos 59

No ano seguinte, 2007, passou a dirigir o diário Brasil Econômico, no Rio de Janeiro. Foi também diretor de redação de O Dia e Meia Hora. Depois, tornou-se publisher do Grupo Ejesa, responsável pela edição dos três veículos. Ocupou a função até o fim de 2015. 

A última atuação de Ramiro Alves foi a de sócio da Avenida Comunicação, prestadora de consultoria para campanhas eleitorais, e editora do Diário do Porto. O jornalista deixa dois filhos que seguiram a mesma profissão: Raoni Alves e Tainá Louven; além de sua neta de dois anos e sua esposa, Inês Garçoni, que também atuava como jornalista. 

“Ramiro lutou muito, cercado de cuidados médicos e de amor”, afirmou o jornalista Aziz Filho, amigo e sócio de Ramiro na Avenida Comunicação. A causa da morte não foi informada. 

Com informações do Diário do Porto



Tags: morte, o dia, obituario, publisher, ramiro alves

Compartilhe: