Jornal do Brasil

Segunda-feira, 18 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Rio

General Nunes: houve redução de roubo de veículos e latrocínios no Rio

Jornal do Brasil

Ao visitar hoje (22) municípios do norte do Rio de Janeiro, o secretário de Segurança do estado, general Richard Nunes, defendeu as ações estratégicas adotadas durante a intervenção federal, que começou em fevereiro deste ano. Segundo ele, os resultados só serão percebidos a médio e longo prazo, porém, ele disse que, nos últimos meses, é possível observar uma queda no número de veículos roubados e de latrocínios (roubo seguido de morte).

“Em abril, houve uma redução drástica [do roubo de veículos] de 13% em comparação com março. Estamos atuando também fortemente contra o roubo de cargas. São atividades essenciais para retomar a atividade econômica do estado", disse em Campo dos Goytacazes. "Quando trabalhamos em cima do roubo de veículos, por exemplo, se reduz o latrocínio".

O general ressaltou que é preciso, primeiro, organizar para depois, executar as ações. "A intervenção foi decretada em fevereiro, mas somente no mês de março nós conseguimos estruturar o gabinete. Tivemos também trocas de comando tanto na Polícia Civil como na Polícia Militar. O trabalho integrado para coibir a criminalidade teve início efetivamente no final de março e no início de abril", disse.

Vistorias

No norte do estado, o general participou de reuniões com integrantes das forças de segurança, visitou as instalações da 134ª Delegacia da Polícia Civil e do 8º Batalhão da Polícia Militar, que atende São João da Barra, São Fidélis e São Francisco de Itabapoana, além de Campo dos Goytacazes. O general também anunciou a entrega de viaturas para a região.

Para Richard Nunes, a integração das forças de segurança e a participação da população são essenciais para os resultados positivos da intervenção federal no Rio. "Temos hoje uma sociedade muito permissiva, com vários problemas que são tolerados em determinados momentos, o que acaba tendo efeitos na área da segurança, então, também, de mãos dadas com os órgãos de segurança, [a sociedade] tem um papel muito importante a desempenhar para o enfrentamento da criminalidade".

Campos dos Goytacazes

Durante a visita a Campos dos Goytacazes, o general reiterou a retomada do Regime Adicional de Serviço (RAS), que garantirá mais policiais nas ruas com o pagamento de horas extras, e a reestruturação das unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), que prevê a realocação de efetivos reforçando diversos batalhões.

Campos dos Goytacazes é a maior cidade do estado fora da região metropolitana do Rio de Janeiro. O município registrou 273 homicídios dolosos em 2016, último ano em que há dados disponíveis na página eletrônica do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP). No ano passado, o Campos ocupou a 19º posição entre as 50 cidades mais violentas do mundo, segundo a organização não governamental mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal.

De Campos dos Goytacazes, Richard Nunes seguiu para Macaé, outro município do norte fluminense. O general tem percorrido o estado para observar as distintas características das cidades. Na semana passada, ele foi ao sul do estado do Rio e esteve também em Angra dos Reis (Região dos Lagos) e Volta Redonda (Médio Paraíba).

Agência Brasil


Tags: carros, latrocínio, rio, roubos, violência

Compartilhe: