Jornal do Brasil

Terça-feira, 19 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Rio

Vídeo flagra destruição de faixa que protestava contra intervenção no Rio

Jornal do Brasil

A polícia vai investigar a destruição de uma faixa de 24 metros que protestava contra a intervenção federal na segurança pública do Rio, retirada no sábado, 3, das grades laterais da casa de shows Canecão. A ação foi filmada e compartilhada por grupos conservadores na internet.

As imagens foram encaminhadas ao delegado-assistente da 10ª Delegacia de Polícia, em Botafogo, Paulo Castelo Branco, onde o caso foi registrado pela presidente da Associação dos Professores da UFRJ (Adufrj), Maria Lúcia Werneck.

A faixa faz parte da campanha "Inverter a Intervenção", criada pela Associação de Docentes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Adufrj) e apoiada pelas entidades representativas dos técnicos-administrativos (Sintufrj) e alunos da universidade (DCE e APG), além do Andes. A campanha, que tem o objetivo de apresentar outras iniciativas para reduzir a violência da cidade, atraiu a atenção de intolerantes e a faixa acabou sendo retirada, no sábado. A ação foi filmada e compartilhada por grupos conservadores na internet, que ainda escreveram mensagens ofensivas à comunidade da UFRJ. 

Segundo o delegado, além do dano material, as mensagens virtuais dirigidas à universidade também representam uma ameaça à liberdade de expressão.

Segundo os organizadores, a campanha "Inverter a Intervenção" busca trocar os blindados e fuzis pela força da educação, do conhecimento, da arte e da ciência. Rejeitar soluções frágeis e temporárias e investir em políticas públicas com resultados sólidos e duradouros.

Fonte: Estadão conteúdo



Tags: adufrj, canecao, faixa, intervencao, investigacao, policia, sabado

Compartilhe: