Jornal do Brasil

Domingo, 19 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Rio

Forças federais participam de operação na Cidade de Deus

Jornal do Brasil

As forças federais participam, desde as 5h desta quarta-feira (7), de uma operação conjunta com as polícias Civil e Militar em vários pontos estratégicos do Grande Rio. Entre os alvos da ação estão a comunidade da Cidade de Deus, na zona oeste da capital, os acessos à BR-101, São Gonçalo e o Arco Metropolitano. Até o momento, 27 pessoas já foram detidas. 

As Forças Armadas são responsáveis pelo cerco, a desobstrução de vias e por ações de estabilização na Cidade de Deus. Em São Gonçalo, há pontos de bloqueio, controle e fiscalização de vias urbanas nos acessos à BR-101. No Arco Metropolitano, será feito um patrulhamento.

Exército participa de operação na Cidade de Deus

Além das Forças Armadas, participam da ação a Força Nacional de Segurança, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal.

Algumas ruas e acessos nessas áreas podem ser interditados e setores do espaço aéreo poderão ser controlados oportunamente, com restrições para aeronaves civis. Não há interferência nas operações dos aeroportos.

O comando da operação está concentrado no Centro Integrado de Comando e Controle, na Cidade Nova.

Confronto fechou vias

Na terça-feira, um confronto entre policiais e criminosos fechou a Avenida Brasil no sentido Centro, na altura do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, e as Linhas Vermelha e Amarela. 

Segundo a PM, a operação teve início a partir de denúncias pelo serviço 190 sobre policiais que teriam sido sequestrados e estavam sendo mantidos por traficantes na comunidade Nova Holanda, na Maré.

Uma menina de 3 anos e um adolescente de 13 foram vítimas de tiroteios nesta terça-feira. A menina Emilly Sofia Neves Marriel foi atingida por disparos feitos por criminosos contra o carro da família dela, quando saía de uma lanchonete em Anchieta, na zona norte do Rio de Janeiro.

O outro caso envolve um confronto entre policiais e traficantes na comunidade Nova Holanda, no Complexo da Maré. O adolescente Jeremias Moraes foi atingido durante a troca de tiros e levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, mas não resistiu e morreu. 



Tags: cidade, confronto, deus, operação, segurança

Compartilhe: