Jornal do Brasil

Segunda-feira, 21 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Rio

Operação Lei Seca terá reforço no período de Carnaval no Rio

Jornal do Brasil

A Operação Lei Seca vai reforçar as ações de fiscalização e conscientização durante o Carnaval. O esquema especial, que terá início na sexta-feira (9) e vai até terça-feira (13), contará com todo o efetivo nas ruas, que soma 250 agentes. Serão realizadas ao todo 70 ações no período, inclusive durante o dia, nas saídas dos blocos de rua, das praias e cachoeiras do Estado. As operações acontecerão na capital, na Região Metropolitana e no interior fluminense.

Um grupo de homens-balão, uma espécie de fantasia em alusão ao balão utilizado nas blitzes da Lei Seca, estará nos blocos de rua com maior concentração de pessoas, como a Banda de Ipanema (dia 10), Simpatia é Quase Amor (dia 11), AfroReggae (dia 12) e Orquestra Voadora (dia 13).

Grupo de homens-balão estará nos blocos de rua com maior concentração de pessoas

A Lei Seca também vai intensificar as ações de educação nas ruas para alertar sobre o perigo da mistura entre álcool e direção. "Além da blitz de fiscalização, já conhecida pelos motoristas, vamos intensificar as ações educativas. Este ano, teremos a presença dos homens-balão, que é um grande sucesso no Carnaval, para reforçar a mensagem que a  Operação Lei Seca não se cansa de repetir, nunca dirija depois de beber!", ressaltou o coordenador da Operação Lei Seca, tenente-coronel Marcos Andrade.

Balanço dos anos anteriores

No ano passado, 5.747 motoristas foram abordados pela Operação Lei Seca no período do Carnaval. Do total de abordagens, 451 motoristas apresentavam sinais de embriaguez, o que representa 7,8% do número total.

"Neste ano, ficaremos mais horas nas ruas do Estado do Rio de Janeiro. Vamos atuar de dia e de noite. O nosso objetivo é proporcionar mais segurança ao folião na volta para casa", reforçou o coordenador da Operação Lei Seca.



Tags: dia, fiscalização, lei seca, motorista, noite, álcool

Compartilhe: