Jornal do Brasil

Sábado, 24 de Fevereiro de 2018 Fundado em 1891

Rio

Rio decide antecipar dose fracionada de vacina contra febre amarela

Jornal do Brasil

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informou na tarde desta quinta-feira (18) a antecipação da utilização das doses fracionadas de vacina contra a febre amarela, para a outra quinta-feira (25). Na terça-feira (16), o secretário Estadual de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Júnior, tinha afirmado que a campanha de vacinação fracionada não seria antecipada, e que seu início se manteria no dia 19 de fevereiro.  

"Desde janeiro de 2017, a SES vem adotando medidas preventivas e, antes mesmo de registrar os primeiros casos no território fluminense, a secretaria iniciou a criação de cinturões de bloqueio, recomendando a vacinação contra a febre amarela principalmente em municípios de divisa com Espírito Santo e Minas Gerais (áreas de risco para a doença)", disse a secretaria em nota enviada à imprensa, ressaltando também um alinhamento com o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo para "construir uma estratégia conjunta de enfrentamento da febre amarela".

>> Rio confirma mais um caso de febre amarela. Total chega a cinco

Moradores do Rio têm enfrentado longas filas para tomar a vacina contra febre amarela
Moradores do Rio têm enfrentado longas filas para tomar a vacina contra febre amarela

A pasta destacou ainda que, desde julho do ano passado, todos os 92 municípios do Estado já estão incluídos na área de recomendação da vacina.

Na terça-feira, o secretário disse que o Rio dispõe de doses suficientes para toda a população, e que por isto não haveria necessidade de antecipação. Não há motivo para iniciarmos o fracionamento nesse momento, enquanto temos doses para todo o estado", disse o secretário na ocasião, no Hospital Pedro Ernesto, da Uerj.

Moradores da capital fluminense têm enfrentado longas filas para tomar a vacina contra febre amarela. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), cada posto de vacinação tem autonomia para determinar quantas doses serão aplicadas por dia, seguindo critérios técnicos e de acordo com a capacidade de atendimento de cada unidade.

Confira recomendações da secretaria: 

Quem deve tomar a dose fracionada:

- pessoas maiores de 2 anos até 59 anos não vacinadas;

- mulheres não vacinadas que estejam amamentando crianças maiores de 6 meses;

- pessoas com mais de 60 não vacinadas, após avaliação de serviço de saúde

Quem continua tomando a dose plena:

- crianças de 9 meses a 2 anos;

- pessoas com condições clínicas especiais (conforme definição do Ministério da Saúde);

- gestantes;

- viajante internacional (com comprovante)

 - Para os doadores de sangue, a doação deve ser feita antes da vacinação

Tags: febre amarela, morte, postos, saúde, suspeita, vacina

Compartilhe: