Jornal do Brasil

Segunda-feira, 18 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Rio

Morador de Teresópolis morre após contrair febre amarela

Secretaria de Saúde confirmou ainda outro caso, em Valença. Paciente segue internado

Jornal do Brasil

Dois casos de febre amarela em humanos foram confirmados no estado do RJ, nesta sexta-feira (12), pela Secretaria de Estado de Saúde. Um morador de Teresópolis morreu e o outro paciente, morador de Valença, está internado. Os casos foram confirmados na quinta-feira (11), após exames laboratoriais realizados pela Fiocruz.

A pasta esclarece que a cobertura vacinal nos municípios de Teresópolis e Valença é superior a 80%. De acordo com a secretaria, já foram disponibilizadas doses suficientes para vacinar 100% da população das duas cidades. A pasta ainda recomendou às prefeituras que intensifiquem a vacinação, especialmente nas áreas de mata.

Desde janeiro de 2017, a SES vem adotando medidas preventivas, criando cinturões de bloqueio, recomendando a vacinação contra a febre amarela principalmente em municípios de divisa com Espírito Santo e Minas Gerais (áreas de risco para a doença). 

Dois casos de febre amarela foram confirmados no estado do RJ: um em Teresópolis e outro em Valença

Os casos registrados até agora são do tipo silvestre, transmitido pelas espécies de mosquito Haemagogus e Sabeths, presentes em áreas de mata. Não há registro da forma urbana da doença, transmitida pelo Aedes aegypti, desde 1942 no país.

Reforço 

A Secretaria de Saúde recomendou às prefeituras de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, Tanguá, na Região Metropolitana do Rio, e Miguel Pereira, no Centro-Sul, que ampliem a vigilância sanitária e intensifiquem a vacinação contra a febre amarela.

Nessas três cidades, foram registrados casos de macacos mortos com resultado positivo para a febre amarela. Além dos três municípios, a vacinação também será reforçada em Queimados, Japeri e Xerém, que são áreas de fronteira com a Reserva do Tinguá.

A secretaria disponibilizou doses para imunizar todo o público-alvo nas regiões de Miguel Pereira e Tanguá. Em Nova Iguaçu, a taxa de vacinação está em 24,1%, com reforço de 100 mil doses da vacina. Já foram distribuídas mais de 5 milhões de doses da vacina.



Tags: amarela, contaminação, febre, rio, serra

Compartilhe: