Jornal do Brasil

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Rio

Justiça bloqueia R$ 270 milhões em bens de Picciani, Melo e Albertassi

Jornal do Brasil

O desembargador federal Abel Gomes determinou nesta sexta-feira (17) o bloqueio cautelar de contas e o arresto de bens de 13 pessoas e 33 empresas investigadas na Operação Cadeia Velha. Os valores dos bens bloqueados dos deputados peemedebistas Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi somam R$ 270 milhões.

Jorge Picciani teve bloqueados R$ 154.460.000,00; Paulo Melo, R$ 108.610.000,00; e Edson Albertassi, R$ 7.680,000,00.

A ordem de bloqueio envolve ativos financeiros e bens móveis e imóveis, como veículos, embarcações e aeronaves. 

>> TRF2 prorroga prisão de filho de Picciani no âmbito da Operação Cadeia Velha

Filho do deputado Jorge Picciani, presidente da Alerj, teve prisão prorrogada
Filho do deputado Jorge Picciani, presidente da Alerj, teve prisão prorrogada

O desembargador também determinou a prorrogação da prisão temporária, por mais cinco dias, de quatro investigados na Operação Cadeia Velha -- Felipe Carneiro Monteiro Picciani, Ana Claudia Jaccoub, Marcia Rocha Schalcher de Almeida e Fabio Cardoso do Nascimento.

>> Alerj aprova parecer da CCJ que revoga a prisão de Picciani, Paulo Melo e Albertassi

>> Policiais entram em confronto com manifestantes

>> Justiça pode rever decisão da Alerj sobre Picciani

Tags: alerj, justiça, picciani, rio, tribunal

Compartilhe: