Jornal do Brasil

Terça-feira, 17 de Outubro de 2017

Rio

Governo federal lança calendário turístico para tirar Rio da crise

Agência Brasil

Autoridades do governo federal anunciaram neste domingo (24) o Programa Rio de Janeiro a Janeiro, que será implementado em parceria com o governo estadual e a prefeitura do Rio para viabilizar a realização de um calendário turístico anual com cerca de cem eventos estratégicos nas áreas de cultura, esporte, turismo e negócios.

O lançamento teve a participação de autoridades federais, estaduais e municipais, além de empresários do setor e ocorreu no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, palco do Rock in Rio.

O ministro da Secretária-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, destacou o fato de o Rio de Janeiro, por ser considerado a porta de entrada do país, ter mobilizado todas as esferas de governo para estabelecer uma política de segurança pública capaz de garantir segurança, tranquilidade e paz à comunidade fluminense e aos visitantes.

O Programa de Apoio à Recuperação do Rio de Janeiro tem três frentes: segurança pública do estado, recuperação fiscal e desenvolvimento (com focos na geração de emprego e renda e politica social).

Ao falar sobre o cerco à Rocinha, iniciado esta semana com o apoio das Forças Aramadas, Moreira Franco disse que é a medida vai durar o tempo necessário para garantir a segurança na comunidade.

“Não vai durar um governo, não tem um prazo de três anos, mas sim o tempo necessário para que se consiga construir uma base de segurança pública no Rio de Janeiro capaz de garantir segurança, tranquilidade e paz à sua comunidade.”

O programa lançado neste domingo, segundo o ministro, pretende “restabelecer um ambiente de segurança e confiança” no Rio de Janeiro, tanto para moradores quanto para turistas.

Calendário

O calendário turístico do Programa Rio de Janeiro a Janeiro tem cerca de cem ações. “A ideia é, por meio do calendário, uma ação sistemática para que os eventos sejam não só viabilizados, mas que possam crescer. Estamos demandando que os promotores e organizadores destes eventos façam planos de expansão para que possamos buscar fontes de recursos para financiar uma expansão de modo que os eventos se tornem mais atraentes e tragam mais turistas e mais investimentos e representem melhor a cidade”, disse o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.

O governo federal vai apoiar os eventos do calendário com um aporte de R$ 150 milhões, por meio de patrocínios de empresas estatais e das leis de incentivo à Cultura e ao Esporte. “Vamos também procurar fazer com que o estado e o município e os empresários do setor também façam a sua parte. O calendário é uma ação integrada, sinérgica, convergente de esforços do Poder Público e da sociedade civil visando a geração de desenvolvimento no estado e na cidade do Rio de Janeiro”, disse o ministro.

O calendário do Rio de Janeiro a Janeiro começará oficialmente no Revéillon 2017/2018. Entre os eventos da lista, também estão o Carnaval, a tradicional Corrida de São Sebastião, o Rio Montreux Jazz Festival, o Game XP e o Rei e Rainha do Mar.

Os cerca de cem eventos pré-selecionados representam um investimento total de R$ 1 bilhão. Haverá forte campanha publicitária em diversos meios, no Brasil e no exterior, para a divulgação do Rio de Janeiro a Janeiro.

Segundo estimativa da Fundação Getulio Vargas, o programa deve aumentar em 20% o fluxo de turismo no Rio de Janeiro, injetando cerca de R$ 6,1 bilhões na economia fluminense e gerando 170 mil empregos. Também participaram da apresentação do programa o ministro do Turismo, Marx Beltrão, o governador Luiz Fernando Pezão, o prefeito Marcelo Crivella e o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Vinicius Lummertz.

Tags: apoio, atração, destino, investimento, política, segurança, turismo, turístico, viagem

Compartilhe: