Jornal do Brasil

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Rio

Delegado pede que traficantes encurralados na Rocinha se entreguem

Agência Brasil

O delegado Antônio Ricardo Lima Nunes, titular da 11º Delegacia de Polícia, que abrange a Rocinha, fez um apelo, na noite desta sexta-feira (22), para os traficantes que estão na comunidade se entregarem. Ele disse que os integrantes da facção liderada por Rogério 157 estão encurralados no alto do morro, em uma região conhecida como Vila Verde.

“Eu faço um apelo aos marginais que quiserem se entregar. Eles devem procurar os agentes das forças de segurança, podem vir à delegacia, podem mandar os familiares, que terão todo o tratamento digno e serão encaminhados à Justiça. Aqui, nós não queremos fazer justiçamento. Queremos buscar a verdade dos fatos e eles também têm direitos. Na delegacia, os seus direitos constitucionais serão preservados”, declarou o delegado.

Lima Nunes adiantou que estão sendo pedidos mandados de busca coletivos setorizados, divididos por regiões da Rocinha, a fim de tentar prender os traficantes que promoveram uma troca de tiros no último domingo (17) com rivais da facção de Antônio Lopes Bonfim, o Nem, que está preso na Penitenciária Federal de Porto Velho (RO).

“Nós vamos pedir ao Poder Judiciário que conceda busca e apreensão em residências e áreas conflagradas. Em cima disso, vamos prender outros indivíduos e apreender armas”, disse o delegado. Ele informou que 27 criminosos já estão identificados, sendo que 11 já estão com mandados de prisão expedidos pela Justiça.

Tags: armadas, confronto, exercito, forças, operações, polícia, rio, rocinha, tiros, violencia

Compartilhe: