Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

Rio

Rio Guandu lança sistema de monitoramento

Jornal do Brasil

Principal fonte de abastecimento de água da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, o Rio Guandu passa a contar com uma ferramenta de acompanhamento da situação da Bacia Hidrográfica. Está em funcionamento desde 11 de janeiro o Sistema de Informações Geográficas e Geoambientais das Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim (SIGA-Guandu).

De acordo com a diretoria do Comitê Guandu, com o Sistema é possível acompanhar a vazão e o nível dos reservatórios e dos pontos de monitoramento das Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim. Os dados mais recentes indicam  que o nível equivalente dos reservatórios do Rio Paraíba do Sul, que abastecem o Rio Guandu, está em 26,24% - aproximadamente 20 vezes maior que o mesmo período do ano passado.

Também são disponibilizados relatórios diários e semanais dos reservatórios, link para acessar dados de telemetria no site da Agência Nacional de Águas (ANA), informações de previsão do tempo para cada um dos 15 municípios que compõem a bacia, entre outras informações técnicas.

Segundo o Comitê Guandu, a iniciativa também visa auxiliar na tomada de decisões. Dentre as características do SIGA-Guandu destacam-se o gerenciamento, monitoramento e consulta de informações. “Nossa meta é garantir à sociedade o acesso às informações e, principalmente, possibilitar uma coordenação unificada da bacia hidrográfica”, disse o Diretor Geral do Comitê, Julio Cesar O. Antunes.

O SIGA-Guandu pode ser acessado no endereço: http://www.sigaguandu.org.br/saibaMais

O Comitê

Criado pelo decreto estadual nº 31.178, de 3 de abril de 2002, o Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim é um órgão deliberativo – um tipo de fórum – que reúne a sociedade para discutir iniciativas em favor dos recursos hídricos na Região Hidrográfica II.

Os municípios que fazem parte da RH-II são: Barra do Piraí, Engenheiro Paulo de Frontin, Itaguaí, Japeri, Mangaratiba, Mendes, Miguel Pereira, Nova Iguaçu, Paracambi, Piraí, Queimados, Rio Claro, Rio de Janeiro, Seropédica e Vassouras.

Tags: Rio de Janeiro, abastecimento, monitoramento, rio guandu, siga, água

Compartilhe: