Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Julho de 2017

Rio

Trabalhadores das obras rodoviárias na Rio-Petrópolis decidem manter greve

Agência Brasil

Os 900 operários das obras da nova subida da Serra de Petrópolis, no trecho Rio-Juiz de Fora da Rodovia Washington Luís (BR-040) que reivindicam aumento salarial decidiram hoje (30) manter a greve que começou no dia 27. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil (Siticommm), a categoria rejeitou a proposta feita pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) que pedia a suspensão do movimento por 48 horas. Uma nova audiência de conciliação está marcada para a próxima terça-feira (5), às 15h, no TRT.

Os trabalhadores reivindicam 10% de reajuste salarial. Um operário ganha R$ 1.700 e ajudante R$1.130. O consórcio responsável pela obra propõe 7,13% de aumento. Os funcionários querem um aumento no vale alimentação que hoje é R$ 300 e passaria para R$ 400 com o reajuste.

A categoria pede que os trabalhadores sejam liberados a cada 90 dias para visitar a família, o que segundo o sindicato não acontece há seis meses com alguns funcionários que têm família em outros estados.

O Tribunal Regional do Trabalho informou que "se a paralisação for mantida, a desembargadora Ana Maria Soares de Moraes, vice-presidenta do tribunal regional fluminense, analisará o pedido de liminar feito pelo Consórcio Nova Subida da Serra, que requereu a manutenção de pelo menos 30% do pessoal em serviço sob pena de multa diária".

Tags: Obras, Rio, aumento, estrada, paralisação

Compartilhe: