Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

Rio

Space e SCMM: Kelly Vieira tem nome em ação trabalhista contra a Import Service

A Import é vinculada em processos do Tribunal Regional do Trabalho ao Grupo Locanty

Jornal do BrasilCláudia Freitas

Em meio a auditoria do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (TCE-RJ) para investigar os contratos assinados pela Câmara dos Vereadores, nos últimos quatro anos, com as empresas Space 2000 e SCMM Serviços de Limpeza, um dos nomes suspeitos citado nos convênios, o de Kelly Vieira de Melo Teixeira, também protagoniza ação trabalhista contra outra subsidiária do Grupo Locanty Comércio e Serviços Ltda, a Import Service Serviços de Limpeza. O processo foi aberto no final de 2013.

Processo no Tribunal Regional do Trabalho
Processo no Tribunal Regional do Trabalho

Segundo reportagem veiculada esta semana pelo RJTV, Kelly reside na periferia de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e assinou contratos no valor superior a R$ 2 milhões com a Câmara Municipal, na condição de sócia das duas empresas terceirizadas - a Space e a SCMM. De acordo com os registros da Junta Comercial, Kelly foi sócia da empresa Space 2000, entre os anos de 1999 e 2009, detentora de um capital de R$ 1.900. Kelly saiu da sociedade no ano de 2009, para assumir o cargo de administradora da SCMM, já com um capital de cerca de R$ 8,3 milhões. No entanto, parentes de Kelly revelaram para a equipe de reportagem que ela trabalha como secretária no Centro do Rio. 

Uma consulta processual pelo portal do Tribunal Regional do Trabalho da 1º Região é possível encontrar o nome de Kelly associado a uma ação trabalhista, registrado sob a numeração 0011143-47.2013.5.01.0205, com pedido de indenização no valor de R$ 50 mil a empresa Import Service Serviços de Limpeza LTDA, que na própria ação é vinculada ao "Grupo Econômico Locanty". Em publicações do Diário Oficial do Estado do Rio, o nome das empresas Import e Locanty aparacem associados em diversas ações trabalhistas entre os anos de 2012 e 2014.

Sobre o caso:

>> Câmara suspende contratos com empresa suspeita de fraude em licitação

>> Vereador investiga terceirizada da Câmara que pode ter ligação com a Locanty

Cancelamento dos contratos

A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro decidiu suspender, nesta quinta-feira (28), os contratos da empresa Space 2000 com a Casa. O presidente da Câmara, Jorge Felippe (PMDB), havia sido intimado na última segunda-feira (25/8) a depor na Polícia Fazendária acerca dos contratos. 

No dia 12 de agosto, o Jornal do Brasil publicou em primeira mão que o vereador Jefferson Moura (Psol-RJ) havia dado entrada em um requerimento pedindo à Câmara informações sobre a Space 2000 e também a SCMM, após ser informado sobre os contratos com indícios de irregularidades. Responsáveis pelas empresas envolvidas e o fiscalizador dos contratos também serão ouvidos pela Desfaz.

Tags: câmara, investigação, licitação, space 2000, vereadores

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.