Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

Rio

Ministério Público diz que ainda não recebeu relatório do TRE sobre gráfica

Jornal do Brasil

A fiscalização do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro lacrou, por tempo indeterminado, a empresa de comunicação visual High Level Signs no dia 8 de agosto. Desde então, um relatório está sendo finalizado para ser entregue ao Ministério Público Eleitoral (MPE), que tomará ações contra os envolvidos. Apesar da aproximação das eleições, o MPE informou nesta quarta (27) que ainda não recebeu nenhum relatório.

Segundo o presidente da Comissão de Direito Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio (OAB-RJ), não há prazo determinado por lei para a entrega do relatório. “Depende da quantidade de trabalho do TRE. É recomendável que seja entregue o relatório e que o MP possa agir antes das eleições, mas ainda falta mais de um mês, então isso pode acontecer. De qualquer forma não é obrigatório”, comentou ele.

Segundo o TRE, a gráfica mantém contratos com a prefeitura do Rio e o governo estadual, com indícios de participação em esquema de desvio de dinheiro público para elaboração da propaganda de candidatos governistas da coligação PMDB, PP, PSC, PSD e PTB, em especial do ex-chefe da Casa Civil do prefeito Eduardo Paes (PMDB), o candidato a deputado federal Pedro Paulo (PMDB). Foram apreendidos R$ 28 mil em dinheiro, farto material de campanha, oito computadores e documentos.

>>TRE: gráfica prestou serviços ao governo e à prefeitura do Rio 

>> "Candidaturas devem ser impugnadas", diz Itagiba sobre denúncia do TRE

>> Pé no freio: material de candidatos da coligação do PMDB fica escasso no Rio

>> Procuradoria pode impedir candidatura de envolvidos em suposto desvio de verba 

>> Chico Alencar ataca uso da ‘máquina da prefeitura’

>> Rio: TRE desmantela suposto esquema de fraude para o PMDB

De acordo com o TRE, a empresa produzia material gráfico do candidato à reeleição ao governo estadual Luiz Fernando Pezão (PMDB), a deputado federal Pedro Paulo (PMDB), Leonardo Picciani (PMDB), Sávio Neves (PEN) e Rodrigo Bethlem (PMDB) e a deputado estadual Lucinha (PSDB), Osório (PMDB), Serginho da Pastelaria (PTdoB), André Lazaroni (PMDB) e Rafael Picciani (PMDB).

Ainda segundo o TRE, a gráfica prestou diversos serviços gráficos ao governo e à prefeitura do Rio de Janeiro em 2014, como a produção de adesivos e balões para a Operação Lei Seca, envelopamento de veículos de supervisão regional e placas com o brasão da Polícia Militar

Tags: eduardo paes, gráfica, pedro paulo, PSDB, rodrigo bethlem, tre

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.