Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Setembro de 2014

Rio

Moradores poderão acompanhar índice pluviométrico de áreas de risco no Rio

Agência Brasil

Para manter a população e os órgãos públicos informados sobre a situação pluviométrica do Rio de Janeiro, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) divulgará mensalmente o Relatório Hidrometeorológico, elaborado pelo Centro de Informação e Emergências Ambientais (Ciem).

O relatório servirá também para que moradores de áreas de risco preparem-se para enfrentar períodos de chuvas ou de seca e poderá ajudar na avaliação de impactos causados por desastres naturais.

Com a devastação de municípios fluminenses provocada por desastres naturais, como os ocorridos na região serrana em 2011 e na Costa Verde, em 2010, o relatório passa a trabalhar em conjunto com outros canais do Inea para alertar moradores sobre questões climáticas e as condições dos rios. Atualmente, as famílias que vivem em regiões ameaçadas de deslizamentos de terra, enchentes e outros impactos recebem informações do Sistema de Alerta de Cheias do Inea por meio de SMS ou e-mail.

Segundo o coordenador do Ciem, Ricardo Marcelo da Silva, o relatório era feito anteriormente somente quando solicitado, mas, hoje, aumentou o interesse da sociedade em companhar o comportamento dos rios. "O relatório foi feito para manter a população informada sobre a situação pluviométrica de cada cidade, além de ser mais uma ferramenta colocada à disposição dos especialistas e de órgãos públicos na avaliação de impactos de desastres naturais”, explicou Silva.

Entre os dados que serão disponibilizados no relatório estão o índice de precipitação por bacia hidrográfica, informações do Sistema de Alerta de Cheias referentes à média do nível de rios do estado e previsão climática. Os informativos do mês de julho e agosto já estão disponíveis no site do Inea.

“O relatório contém uma análise de previsão climática, de onde os municípios poderão extrair informações e se preparar para períodos de chuva ou de seca. Nos meses em que forem registrados desastres naturais será incluída uma análise do caso, contendo dados sobre o evento, bem como as causas deste”, informou Silva.

Tags: AMBIENTE, chuva, estadual, instituto, POPULAÇÃO, RJ

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.