Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Rio

Dentista é condenado a 12 anos de prisão pela morte de psicólogo

Jornal do Brasil

O 4º Tribunal do Júri da Capital condenou o dentista Ricardo Américo Pereira da Silva a 12 anos de reclusão pelo crime de homicídio qualificado. O réu confessou ter matado seu psicólogo, Carlos Augusto da Silva José, com quem fazia terapia de casal junto com a mulher, em 2008. O crime ocorreu dentro do consultório do terapeuta.

“Por tais razões, fixo a pena-base no seu mínimo legal, de 12 (doze) anos de reclusão, entendendo ser esta a sanção necessária e suficiente à reprovação e prevenção do crime, pena esta que, agora, torno definitiva, ausentes quaisquer outras causas que determinem sua modificação”, assinalou a juíza Elizabeth Machado Louro na sentença.

Tags: condenação, médico, morte, Rio, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.