Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Rio

Forças Armadas continuam até fim de outubro no Complexo da Maré

Agência Brasil

As Forças Armadas vão continuar no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, até 31 de outubro. A extensão da Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no local, que terminaria ontem (31), foi autorizada pela presidenta Dilma Rousseff. O aviso do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, com a autorização da presidenta, foi encaminhado na manhã de hoje (1º) ao Ministério da Defesa.

A prorrogação da GLO tinha sido pedida pelo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, durante reunião na última terça-feira (29), no Palácio Guanabara, sede do governo estadual, com os ministros da Defesa, Celso Amorim, e da Justiça, José Eduardo Cardoso, além do chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, general José Carlos De Nardi.

De acordo com o ministro-chefe da GSI, general José Elito Carvalho Siqueira, a operação, iniciada em abril, tem o objetivo de “cooperar com o estado do Rio de Janeiro em seu processo de pacificação do Complexo da Maré, empregando, temporariamente, militares das Forças Armadas, em coordenação com os órgãos de Segurança Pública federais, estaduais e municipais”.

As forças militares atuam nos parques Roquete Pinto, União, Maré e Rubens Vaz, da Praia de Ramos; nas comunidades Nova Holanda, Baixa do Sapateiro, Morro do Timbau, Bento Ribeiro Dantas, Vila dos Pinheiros, Vila do João, bem como nos conjuntos Pinheiros, Nova Maré, Novo Pinheiro – Salsa & Merengue e Esperança.

Na operação, os militares têm poder de efetuar prisões em flagrante, patrulhamentos e vistorias.

 

Tags: comunidade, Norte, ocupação, pacificada, Zona

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.