Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Rio

Após denúncias, Bethlem confirma desistência à reeleição

Jornal do Brasil

Após as denúncias de corrupção divulgadas pelas revistas Veja e Época, neste fim de semana, o deputado federal Rodrigo Bethlem (PMDB-RJ) confirmou nesta quinta-feira que vai desistir de se candidatar à reeleição. 

Em nota divulgada pela sua assessoria, Bethlem afirma que a decisão foi tomada diante das acusações feitas contra ele nos últimos dias e diz que precisa preparar a sua defesa. 

"Diante dos recentes acontecimentos envolvendo o meu nome e pela necessidade de cuidar da minha família e preparar a minha defesa, declaro que vou encaminhar ao partido a retirada da minha candidatura para o pleito de 2014", diz a nota. 

Na noite desta quinta-feira o RJTV mostrou adolescentes cheirando substância química entorpecente em frente e dentro de um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), administrado pela prefeitura, em Laranjeiras, Zona Sul. Segundo a reportagem, o local é administrado pela ONG Ceaca Vila, contratada em 2012, durante a gestão do ex-secretário de Assistência Social, Rodrigo Bethlem, 

A ONG mostrada na reportagem tem a função de cuidar de jovens e adultos em situação de ameaça ou violação dos direitos. Ela é responsável por administrar outros Creas na Zona Sul e na Tijuca, na Zona Norte. O convênio foi assinado na época por R$13,6 milhões. O valor atualmente chega a R$ 30 milhões. 

Menores cheiram solvente dentro de Centro da Prefeitura
Menores cheiram solvente dentro de Centro da Prefeitura

Depois disso, o povo brasileiro é obrigado a ouvir de um cidadão, igual a todos os outros que cometem crimes, que vai renunciar à reeleição, como se não fosse obrigação da Procuradoria Geral do Município, ou do Ministério Público, e até mesmo da Procuradoria Geral da República, por se tratar de um deputado federal, não permitir que ele seja candidato. Esses órgãos deveriam agir da forma da lei, para que ele não precisasse declarar que não seria candidato e, se ouvido o Judiciário, qual seria a pena que tem que cumprir, já que o seu chefe e amigo até agora não tomou qualquer decisão em defesa do povo que, infelizmente, o elegeu para defender seus interesses. Estas novas denúncias mostram as imagens chocantes de menores abrigadas em um centro comunitário, bancado pela prefeitura, se prostituindo nas ruas, tóxicos, dinheiro de ONGs desviado... não se sabe até onde a campanha que ele chefiou não está eivada de irregularidades.

Professores não recebem seus salários como devem receber. Bombeiros não recebem  seus salários como devem e merecem receber. Enfermeiros não recebem seus salários como merecem receber. Os líderes dessas classes são presos, e estes segmentos de sacerdotes do povo ainda são obrigados a ouvir que, aqueles que os perseguem, protegem o que o povo gostaria de ver que tivesse acabado em todo o país: a corrupção.

>>  Denúncias contra Bethlem: Corregedoria da Câmara avalia pedido de investigação

>> Relatório de vereadores pode ter novas denúncias

Na quarta-feira, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) já tinha declarado que Bethlem provavelmente desistiria de concorrer nas eleições deste ano. Nesta quinta-feira, o PSOL anunciou que entrará com representação contra Bethlem no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. 

No último fim de semana, as revistas Época e Veja publicaram reportagens com base em gravações de conversas do deputado Rodrigo Bethlem com a ex-mulher, a empresária Vanessa Felippe, na qual ele afirma que teria recebido da ONG Casa Espírito Teslo cerca de R$ 100 mil por mês durante o prazo de um convênio, e admite ter uma conta na Suíça. 

Em outra gravação, Bethlem afirma à ex-mulher que foi muito "útil" ao empresário Jacob Barata, conhecido como "rei do ônibus" do Rio de Janeiro. Vanessa entregou à revista Época anotações que sugerem que Barata doou dinheiro para campanha eleitoral de Bethlem.

Leia mais sobre o caso:

>> Em nova gravação, Bethlem diz que foi 'muito útil a rei do ônibus'

>> Pezão elogia Bethlem: 'Te conheço muito. Com certeza quero estar do seu lado'

>> RJ: vereador articula ação contra aliado de Paes denunciado

>> Bethlem, Paes, ONG e reeleição

>> Eduardo Paes convoca coletiva para comentar denúncias contra Bethlem

>> Época: homem de confiança de Cabral e Paes mantém conta na Suíça

>> Bethlem nega acusações feitas pela ex-mulher

As relações reveladas na gravação publicada pela Revista Época 

No dia 15 de julho do ano passado o Jornal do Brasil publicou uma reportagem com o título: "Segurança pública atua em eventos privados da elite". Tinha sido um final de semana marcado pelo casamento de Beatriz Barata, neta do megaempresário dos transportes no Rio de Janeiro, Jacob Barata. Após uma manifestação absolutamente pacífica em frente ao Hotel Copacabana Palace, onde ocorria a festa, o vandalismo de algum convidado, que jogou um cinzeiro em direção ao público, custou a um manifestante um profundo corte na cabeça.

>> VEJA A MATÉRIA

Trechos da NOVA gravação divulgada pela ex-mulher de Bethlem:

Vanessa - Tá, então deixa eu terminar. Por 16 anos, eu investi nisso aqui. O que quer que eu vá fazer agora, você sabe com o que você vai estar me ajudando, se me ajudar? Com dinheiro. Eu te ajudei com dinheiro na campanha? Por várias campanhas, seu maior colaborador, aliás, em quase todas as campanhas praticamente, o seu maior colaborador foi um homem chamado Jacob. Eu te ajudei com dinheiro, Rodrigo. 

Bethlem – Eu construí uma relação com ele, Vanessa? Como eu te apresentei milhares de pessoas. 

Vanessa - Eu não te ajudei com dinheiro, Rodrigo? 

Bethlem- Se você não construiu relação, é outra história. Eu fui muito útil... que ele goste de mim, goste de você, tudo bem. Eu fui muito útil pra esse cara na Câmara. Não foi pouco não, muito. Eu derrubei sessão, eu tirei projeto... 

Vanessa - Rodrigo, é a mesma coisa que estou lhe falando. Tá vendo como é? É igual. 

Bethlem - Não é igual 

Vanessa - É igual, olha aqui, é um pontapé. O que eu estou querendo dizer é o seguinte: você me ajudar com dinheiro?... Eu te ajudei com dinheiro, em todas elas. Fosse através do Jacob, fosse através do meu pai”.

Tags: bethlem, desvios, Fraudes, prefeitura, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.