Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Rio

Passeio de barco busca aproximar jovens de favelas do Rio de universo olímpico

Agência Brasil

Cerca de 40 jovens de sete comunidades carentes do Rio tiveram hoje (26) a oportunidade de conhecer a cidade a partir do mar, por meio de uma iniciativa da Empresa Olímpica Municipal, da Marinha e do Comitê Organizador Rio 2016. Os adolescentes, com idade entre 14 e 18 anos, fizeram um passeio de escuna pela área de competição do evento-teste de iatismo para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

Além do passeio de barco, os jovens puderam aprender um pouco mais sobre o iatismo (também conhecido como vela), esporte que já deu muitas medalhas olímpicas para o Brasil, por meio de uma palestra com os irmãos Marco e Martine Grael, da seleção brasileira de vela.

“Isso é importante porque aproxima jovens de comunidades do Rio de Janeiro a modalidades olímpicas com as quais eles não teriam contato em outra situação”, disse Fernanda Silva, da Empresa Olímpica Municipal.

Douglas Cardoso Machado, morador do Morro Santa Marta, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, já conhecia o esporte, mas pôde conhecer mais detalhes do iatismo. “Pude saber como funcionam as velas, como faz para levantá-las, como vê a direção do vento. Muito legal”, disse.

Participaram da iniciativa jovens das favelas da Mangueira, do Salgueiro, de Manguinhos, do Batan, de Santa Marta, do Fogueteiro e de São João. O evento-teste de vela, entre 2 e 9 de agosto, será o primeiro para as Olimpíadas de 2016, que ocorrerão no Rio de Janeiro.

Tags: brasil, Favelas, medalha, olimpíadas, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.