Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Rio

Manifestantes pedem redução de homicídios na Baixada Fluminense

Agência Brasil

Manifestantes fizeram na manhã de hoje (18), no centro do Rio de Janeiro, um ato contra o aumento da violência na Baixada Fluminense. O protesto foi promovido pelo Fórum Grita Baixada – organização não governamental (ONG) criada em 2012 para discutir e exigir políticas públicas na área de segurança para o local.

Nos cinco primeiros meses deste ano, os assassinatos aumentaram 30% na região (chegando a 559 ocorrências) em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a maio de 2013, foram registrados 432 homicídios.

Segundo o coordenador da ONG, Tião Santos, os criminosos da cidade do Rio de Janeiro têm migrado para a Baixada Fluminense, devido à instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em favelas cariocas. “Mas não é só isso. Um fenômeno que vem ocorrendo no Brasil é que o tráfico tem se mudado das capitais para cidades menores. E a Baixada Fluminense vem sofrendo muito com crimes como roubo a residência, roubo de veículos e homicídio, principalmente de jovens negros.”

Entre as propostas da ONG para a segurança da Baixada estão a criação de um programa de redução de assassinatos, a reestruturação da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, o aumento do efetivo policial e a implantação de políticas integradas em saúde, educação, cultura, trabalho e renda nos territórios com maiores índices de assassinatos.

Na noite de ontem (25), segundo a Polícia Militar, seis pessoas foram atingidas por tiros – quatro morreram e duas ficaram feridas – no bairro Éden, em São João de Meriti.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Segurança informou que, desde o ano passado, tem investido no policiamento na Baixada Fluminense. A secretaria espera que as companhias destacadas da Polícia Militar em Cabuçu (Nova Iguaçu), na Vila Ruth (São João de Meriti) e Chatuba (Mesquita), a UPP Mangueirinha e a Delegacia de Homicídios, inauguradas nos últimos meses, contribuam para a redução dos índices de criminalidade.

Tags: baixada, crime, ONG, protesto, Rio, violência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.