Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Rio

Captação de órgãos para transplantes bate novo recorde no Rio de Janeiro

Programa Estadual de Transplantes (Pet) registrou 124 doações e 305 transplantes

Jornal do BrasilRafael Gonzaga

De acordo com a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, dados sobre doação de órgãos mostram que o Rio de Janeiro atingiu a segunda posição nacional em captação de órgãos durante o primeiro semestre deste ano. Em 2013, o recorde de doações anual do estado já havia sido batido por pouco: durante todo o ano foram registrados 225 doadores, contra 221 em 2012.

O Programa Estadual de Transplantes (Pet) registrou 124 doações e 305 transplantes realizados. Destes, quatro foram de coração, 77 de fígado e 224 de rim. A marca já é um recorde para o próprio período, apesar de, até junho deste ano, 890 pessoas ainda seguirem aguardando por um transplante de órgãos no estado do Rio de Janeiro. Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde do governo, antes da criação do Pet, em 2010, o Rio de Janeiro ocupava a lanterna do ranking nacional de captação de órgãos.

De acordo ainda com o coordenador do Programa Estadual de Transplantes, Rodrigo Sarlo, todo o sistema de doações e transplantes do estado foi reestruturado, principalmente após a abertura do Centro Estadual de Transplantes, em fevereiro de 2013. O início das cirurgias de transplantes pediátricos, em abril, no Hospital Estadual da Criança também auxiliou ao alcance da nova marca.

*do projeto de estágio do JB

Tags: centro estadual de transplantes, coração, fígado, hospital estadual da criança, pet, ruim, transplantes

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.