Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Rio

Justiça nega liminar que tentava impedir demolição da Perimetral

Jornal do Brasil

A juíza Simone Lopes da Costa, da 8ª Vara de Fazenda Pública da Capital, negou o pedido de liminar impetrado pelo Ministério Público para tentar impedir a demolição do último trecho do Elevado da Perimetral, no Centro do Rio. Na decisão, tomada nesta quinta-feira, dia 15, a magistrada destaca o interesse dos moradores da cidade para que as obras na região sejam concluídas.

“Os munícipes têm interesse que a obra tenha seu fim o mais rápido possível para poder desfrutar do novo espaço revitalizado e harmonizado, bem como para voltar a ter mobilidade de forma plena”.

O MP sustenta que a Prefeitura (Município do Rio) estaria descumprindo um acordo judicial, de que campanhas educativas não teriam sido realizadas para alertar à população, e que o prazo de 10 dias de antecedência necessários para comunicar a nova etapa das obras não estaria sendo respeitado. Assim, segundo o MP, os réus não estariam viabilizando a possibilidade de fiscalização.

“Ademais, já se sabia desde a primeira fase da obra (novembro 2013) que ocorreriam as outras etapas da obra. No que tange ao prazo para divulgação de campanhas educativas, a intervenção na área se dá desde novembro de 2013, sendo a população do Município conhecedora da obra, bem como das alterações sofridas. Destaca-se que a mobilidade urbana no local se encontra bastante reduzida e todos os munícipes tem sofrido com a existência da obra, já estando em sua última fase”, diz a magistrada.

Tags: Centro, demolição, marca, Obras, portuária, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.