Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Rio

Policiais das UPPs do Rio reforçam policiamento no Alemão após confrontos

Desde o fim de semana o clima é de tensão na região

Jornal do Brasil

O policiamento foi reforçado na manhã desta terça-feira (22/7) no conjunto de Favelas do Alemão, na zona Norte do Rio de Janeiro. Policiais de todas as unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) da cidade estão concentrados no Alemão, onde o clima é de tensão desde o fim de semana, com troca de tiros, viatura e o contêiner da UPP da Rua Canita incendiados, além de quatro policiais baleados e dois supostos de participação no tráfico mortos. 

Desde domingo houve pelo menos três confrontos entre PMs e bandidos.  O comércio continua fechado nesta terça e mais de 5 mil estudantes estão sem aulas, segundo a Secretaria Municipal de Educação (SME). 

Por volta das 17 h desta segunda-feira (21/7), segundo denúncias recebidas pelo Jornal do Brasil, policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Fazendinha trocaram tiros com bandidos. Os PMs foram atacados por bombas arremessadas pelos marginais, em uma localidade conhecida como Campo do Sargento. A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) negou as informações.

Após um fim de semana violento, o patrulhamento no Complexo do Alemão foi reforçado desde esta segunda-feira, com registro de dois confrontos durante o dia. Por volta das 9h30 um tiroteio assustou os moradores da comunidade. Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, não havia informação sobre feridos. À tarde, o comércio fechou na comunidade Nova Brasília. Policiais da UPP continuam as buscas para localizar os autores de mais de 100 disparos feitos contra a base militar na noite de domingo, que acabou com um policial baleado, um contêiner e uma viatura incendiados.

O fim de semana foi violento em pelo menos três comunidades pacificadas do Rio: Rocinha, na Zona Sul da cidade; Cidade de Deus, Zona Oeste, e Complexo do Alemão, na Zona Norte.

Duas pessoas morreram e quatro policiais foram baleados. Neste domingo (20), um confronto entre criminosos e policiais da UPP do Alemão resultou na morte de Matheus Alexandre Silva Santos, de 18 anos. Segundo a Coordenadoria das UPPs, uma equipe policial da unidade na Nova Brasília estava em patrulhamento pela Praça do Índio, pouco depois das 14h, quando encontrou com um grupo de bandidos armados que atirou contra os agentes. Houve revide e Matheus foi baleado. Segundo os policiais que participaram da ocorrência, ele estava com uma pistola calibre 9mm, um carregador e fazia parte do grupo que trocou tiro com os PMs. Matheus foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, mas não resistiu aos ferimentos.

>> Morre traficante baleado no Complexo do Alemão 

>> Fim de semana de terror na Rocinha e Alemão

>> PM faz operação no Alemão e troca de tiros é intensa na região, nesta segunda

>> Fim de semana violento nas comunidades pacificadas no Rio

A ação da PM na Nova Brasília foi para prender o traficante Diogo Wellington Costa, o Bebezão, quando participava de uma festa na comunidade. Bebezão também foi atingido com um tiro na barriga, levado a um hospital e morreu na manhã desta segunda (21). Com Matheus a Polícia apreendeu uma pistola, um carregador e um telefone celular.  

Em represália, mais de 100 tiros foram disparados por criminosos contra o contêiner da UPP, que fica na Rua Canita. Um PM identificado como soldado Cordeiro ficou ferido. O confronto teve início por volta das 21h, quando homens fortemente armados dispararam contra a base da UPP. O relógio de energia da unidade foi atingido, provocando um incêndio. A viatura que estava parada ao lado do contêiner também acabou incendiada, além de uma moto de um dos moradores. As casas que ficam ao lado da UPP ficaram marcadas pelos tiros disparados contra a base militar. 

No momento do ataque, dois policiais estavam dentro da unidade e tentaram abandonar o local. Um deles, o soldado Cordeiro, foi baleado na cintura e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas. O PM foi transferido posteriormente para o Hospital Geral da Polícia Militar, no Estácio, e não corre risco de morrer. Um blindado da PM chegou a ser chamado para dar apoio na Vila Cruzeiro no momento do conflito. 

Confrontos também na Cidade de Deus

No domingo (20) de manhã, policiais da UPP da Cidade de Deus, em Jacarepaguá, Zona Oeste, trocaram tiros com marginais. Wellington Santana Maciel da Silva, 20 anos, foi preso e um adolescente de 17 anos foi apreendido durante o confronto, que aconteceu na localidade conhecida como Apartamentos. A Coordenadoria das UPPs informou que os PMs faziam patrulhamento de rotina quando se depararam com bandidos armados na altura de um viaduto na Linha Amarela. Na troca de tiros, Wellington foi baleado e encaminhado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. Com os suspeitos foram encontradas duas pistolas. 

Clima de tensão na Rocinha

No sábado, o clima também foi tenso na comunidade da Rocinha, Zona Sul do Rio. Moradores relataram trocas de tiros durante a madrugada e na parte da manhã. Policiais da UPP da Rocinha apreenderam trouxinhas de maconha, uma balança de precisão e um caderno com anotações do tráfico numa casa na localidade da Vila Verde. A ação dos policiais aconteceu a partir de uma denúncia anônima e assustou os moradores com as intensas trocas de tiros. 

Tags: feridos, mortes, policiais, tiros, UPPs

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.