Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Rio

Cancelamento de patrulha noturna em UPP causa divergências na PM

CPP abriu sindicância para apurar razões que levaram sargento a assinar em nome do comandante

Jornal do BrasilCláudia Freitas

Um documento assinado pelo comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Arará/ Mandela, no Complexo de Favelas de Manguinhos, Zona Norte do Rio de Janeiro, capitão Paulo Cesar de Oliveira Ramos Filho, é motivo de polêmica na corporação. Em papel timbrado do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Segurança, Polícia do Estado do Rio de Janeiro, UPP Arara/Mandela - exatamente nesta ordem - uma "Alteração no Serviço" carimbada pelo supervisor do plantão na última quarta-feira (16/7), sargento Rodrigo de Andrade Pellegrini, e assinada pelo comandante, determina a suspensão do patrulhamento noturno nas duas comunidades. 

“Este comandante informa este supervisor que determine as Guarnições para não realização de Patrulhamentos noturno no interior das comunidades Arará e Mandela”, diz o conteúdo do documento. O Jornal do Brasil teve acesso ao documento no último sábado (19/7). Nesta segunda (21), a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) esclareceu em nota que uma sindicância foi aberta para "apurar as razões que levaram um sargento a elaborar e a assinar um documento em nome do comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Arará/Mandela".

CPP abre sindicância para investigar documento assinado pelo comando da UPP 
CPP abre sindicância para investigar documento assinado pelo comando da UPP 

Em outras comunidades pacificadas o clima é de tensão

Em pelo menos outras três comunidades pacificadas do Rio, o fim de semana foi de muita violência. Ainda na manhã desta segunda (21) um intenso tiroteio tirou a tranquilidade dos moradores do Complexo do Alemão, na Zona Norte da cidade. Policiais da UPP da região realizam operação para encontrar os autores dos mais de 100 disparos feitos contra a base militar na noite do domingo (20), que acabou com um policial baleado, o contêiner e uma viatura incendiados. A circulação do Teleférico está suspensa desde a última quinta (17).

>> PM faz operação no Alemão e troca de tiros é intensa na região, nesta segunda

>> Operação da PM no Alemão é sinônimo do terror para os moradores

No domingo (20) de manhã, policiais da UPP da Cidade de Deus, em Jacarepaguá, Zona Oeste, trocaram tiros com marginais. Wellington Santana Maciel da Silva, 20 anos, foi preso e um adolescente de 17 anos foi apreendido durante o confronto, que aconteceu na localidade conhecida como Apartamentos. A Coordenadoria das UPPs informou que os PMs faziam patrulhamento de rotina quando se depararam com bandidos armados na altura de um viaduto na Linha Amarela. Na troca de tiros, Wellington foi baleado e encaminhado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. Com os suspeitos foram encontradas duas pistolas. 

No sábado, o clima também foi tenso na comunidade da Rocinha, Zona Sul do Rio. Moradores relataram trocas de tiros durante a madrugada e na parte da manhã. Policiais da UPP da Rocinha apreenderam trouxinhas de maconha, uma balança de precisão e um caderno com anotações do tráfico numa casa na localidade da Vila Verde. A ação dos policiais aconteceu a partir de uma denúncia anônima e assustou os moradores com as intensas trocas de tiros.  

Tags: complexo, comunidade, confronto, Favelas, maguinhos, policiais, tiros, upp

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.