Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Rio

Acusado de matar filho de Cissa diz que não conseguiu frear

Agência Brasil

O acusado da morte de Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, disse que não teve tempo de frear o carro para evitar o choque com a vítima. Rafael de Souza Bussamra depôs ao juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte na 16ª Vara Criminal do Rio de Janeiro na quinta-feira. O atropelamento ocorreu na madrugada de 20 de julho de 2010. Mascarenhas andava de skate no túnel Zuzu Angel, na zona sul da capital fluminense, quando foi atingido pelo carro de Bussamra. Na ocasião, a pista estava interditada para a manutenção e a polícia concluiu que dois carros passaram no local, em uma espécie de disputa de velocidade.

O réu admitiu ter usado uma alça de retorno na contramão, e alegou não ter percebido que o túnel estava fechado. Ele acrescentou que, momentos antes da colisão, o seu carro estava emparelhado com o veículo de um colega.

Após o atropelamento, Bussamra contou que os policiais o retiraram do túnel e o conduziram ao bairro do Jardim Botânico. Segundo o réu, os policiais militares se encontraram no local com o pai dele, e o teriam ameaçado. Em seguida, os dois ficaram dentro do carro em um posto de gasolina bem perto da delegacia e de um quartel de bombeiros, que o acusado alega não ter visto.

Bussamra também disse não saber por que omitiu, na época em que depôs à Polícia Civil, a informação de que seu pai havia dado R$ 1 mil de propina aos dois policiais militares horas depois do atropelamento. Também afirmou não saber por que o carro que dirigia foi levado para reparo em uma oficina em Quintino no dia seguinte.

O processo agora segue para as alegações finais antes de o magistrado proferir a sentença. Rafael Bussamra responde pelos crimes de homicídio culposo, participação em competição automobilística não autorizada (racha), afastamento do local do crime, adulteração de prova e corrupção ativa contra os dois policiais. O pai dele, Roberto Martins, responde pelos crimes de adulteração de prova e corrupção ativa contra os dois PMs.  

Entenda o acidente

O músico Rafael Mascarenhas, 18 anos, filho caçula da atriz Cissa Guimarães, morreu em 20 de julho de 2010. O rapaz andava de skate na pista sentido Gávea do túnel Acústico - que estava sem tráfego devido à interdição para manutenção do túnel Zuzu Angel, 4,9 quilômetros antes - quando foi atropelado pelo Siena dirigido pelo estudante Rafael de Souza Bussamra, 25 anos, que estaria em alta velocidade.

O filho de Cissa e amigos andavam de skate quando foram surpreendidos pelos dois veículos. Rafael disse que buzinou e piscou o farol, mas alega que o skatista teria feito manobra brusca. O Corpo de Bombeiros foi acionado à 1h49 e chegou ao local em menos de cinco minutos. Com politraumatismo, Rafael foi levado com vida ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde foi operado, mas morreu às 8h.

Tags: cissa, justiça, morte, skate, túnel

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.