Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Rio

PMs acusados de agredir jornalistas se apresentam à polícia

Portal Terra

Os quatro policiais militares suspeitos de agredir jornalistas e manifestantes durante um protesto realizado no domingo na Praça Saens Peña, na Tijuca, zona norte do Rio, se apresentaram nesta quarta-feira ao Batalhão de Grandes Eventos. 

Entre os presos está o soldado Jair Portilho Júnior, que agrediu o fotógrafo do Terra Mauro Pimentel. O profissional foi atingido com cassetete no rosto e pernas, jogado no chão e teve a máscara de gás e a lente quebradas. Enquanto era agredido, Pimentel fotografou o PM. Nesta quarta-feira, o Terra vai apresentar uma queixa formal à Corregedoria da PM.

Outro policial preso é Carlos Henrique Ferreira, apontado como agressor do cinegrafista canadense Jason Ohara. O soldado Cristiano Ximenes é suspeito de roubar a câmara do estrangeiro. Já o soldado Rogério Costa de Oliveira, segundo o comando da PM, aparece chutando duas vezes uma manifestante durante o protesto.

A PM informou ainda que abriu sindicância para apurar a denúncia de que um PM teria assediado uma manifestante.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) contabilizou 38 casos de prisões, agressões e detenções envolvendo 36 profissionais da comunicação durante a cobertura de manifestações no período da Copa, de 12 de junho a 13 de julho de 2014. Segundo a entidade, a maioria das violações (89%) partiu da polícia, seguindo o padrão observado desde junho do ano passado.

Tags: abraji, agressões, comando, policiais, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.