Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Rio

Juiz manda soltar 13 ativistas presos no último sábado

Jornal do Brasil

O juiz Siro Darlan, da 7ª Vara Criminal, concedeu habeas corpus para 13 ativistas presos no último sábado por suspeita de prática de atos violentos em manifestações. O magistrado entendeu que não havia fundamentação para a prisão dos manifestantes. Ainda de acordo com Siro Darlan, a ativista Elisa Quadros, a Sininho, não foi beneficiada com a medida.

A decisão de Siro Darlan foi tomada ao mesmo tempo em que acontecia uma manifestação em frente ao prédio do Tribunal de Justiça do Rio, no Centro da cidade, pedindo a libertação dos ativistas. Quando os manifestantes souberam da decisão, comemoraram pelas ruas.

>> OAB garante que não há evidências concretas para prisão de ativistas

>> OAB-RJ pede soltura de ativistas presos; polícia diz que provas são consistentes

>> Polícia dispersa com bombas manifestação contra a Copa

As prisões foram resultado da operação Firewall 2, coordenada pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), e que envolveu 25 delegados, além de outros 80 policiais civis. A 27ª Vara Criminal emitiu 26 mandados de prisão. Há nove foragidos. Os investigadores apreenderam máscaras de proteção contra gás, joelheiras, gasolina dentro de garrafa plástica, maconha, jornais e uma bandeira do Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), além de revólver calibre 38.

Tags: justiça, libertação, manifestantes, Rio, sininho

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.