Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Rio

Culto ecumênico celebra Copa do Mundo

Jornal do Brasil

No próximo sábado (12), a Igreja Nossa Senhora da Candelária receberá um culto ecumênico em gratidão pelo fim da Copa do Mundo. Segundo a organização do evento, a jornada iniciada há cerca de um ano apresentou propostas de projetos relativos à Copa do Mundo da Fifa no contexto das Igrejas Cristãs no Brasil. 

Mais recentemente houve a implementação das ações denominadas “Fé na Copa e ninguém pra escanteio”, do Conic (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs), e “100 dias de paz” da Arquidiocese do Rio de Janeiro. "Queremos agradecer por este período, pela Copa do Mundo ter transcorrido em paz, pelo sucesso que está sendo, pela competência dos serviços que viabilizam a locomoção, transporte, hospedagem e convivência pacífica entre torcedores e torcedoras, pela hospitalidade do povo brasileiro, pela festa proporcionada pelo esporte e pelo encontro entre os povos.  É hora de reconhecer que o Brasil fez bem o seu papel de anfitrião, e que nós, o povo brasileiro, abrigamos uma vocação profunda para a paz", explica a Pastora Luterana e Presidente do CONIC-Rio, Lusmarina Campos.

O culto acontecerá um dia antes do encerramento do Mundial, que será no domingo (13). O CONIC e Arquidiocese convidam os fiéis para celebrarem às 10h do dia 12 de julho, na Igreja da Candelária.

Cartaz convida fiéis para o culto ecumênico que acontece no próximo dia 12, no Centro
Cartaz convida fiéis para o culto ecumênico que acontece no próximo dia 12, no Centro

Copa da Paz 

"Fé na Copa e Ninguém Pra Escanteio" é o nome das ações implementadas pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs, durante o período da Copa do Mundo da FIFA no Brasil. O projeto conta com o apoio de algumas organizações ecumênicas, como Koinonia, Coordenadoria Ecumênica de Serviço e a Fundação Luterna de Diaconia. Os objetivos são mobilizar e informar comunidades religiosas para a recepção e serviço de apoio a torcedores e torcedoras oferecendo-lhes espaço litúrgico-celebrativo e apoio pastoral; mobilizar e informar comunidades religiosas para o enfrentamento de violações de direitos, especialmente da exploração sexual de crianças e adolescentes, do tráfico de pessoas e da intolerância.

A campanha “100 Dias de Paz” tem a finalidade de unir os valores cristãos católicos ao esporte, utilizando a atividade física como canal de evangelização. Em entrevista à Agência Brasil, o organizador da campanha 100 Dias de paz e de grandes eventos, da Arquidiocese do Rio, Leandro Lenin, disse: "Nós, que vamos acolher tantas pessoas, queremos ser agentes de transformação. Não estamos de braços cruzados. Queremos dar um grito de unidade para que também na Copa do Mundo representemos uma sociedade que clama por esse tipo de paz. Não queremos drogas, armas nem pessoas sendo exploradas. Cremos que isso se faz pacificamente, na cultura do diálogo e na inclusão".

No último dia 19 de maio, às 10h, houve uma celebração de fé no Maracanã pedindo paz na Copa. O ato inter-religioso contou com a participação de representantes do judaísmo, islamismo, budismo, de igrejas evangélicas e de matrizes indígenas e africanas. O Padre Leandro Lenin Tavares, da Pastoral dos Esportes, ressaltou a importância de todas as religiões para promover a paz e conduziu a cerimônia. Durante o evento a canção "Fé na Copa e ninguém pra escanteio" foi apresentada, e busca ressaltar a importância da vida.

Tags: Agradecimento, copa do mundo, CRISTÃO, fé, PAZ, religião

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.