Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Rio

Polícia confirma participação de PMs em morte de jovem no Sumaré

Portal Terra

O delegado titular do Departamento de Homicídios do Rio de Janeiro, Rivaldo Barbosa, disse na manhã desta segunda-feira que "não há dúvidas quanto ao envolvimento direto dos dois policiais militares" no caso dos dois adolescentes levados para o alto do morro do Sumaré no dia 11 de junho, quando um dos abordados acabou morrendo baleado e o outro só sobreviveu porque se fingiu de morto.

A reconstituição do crime ocorreu na manhã desta segunda e, segundo o delegado, um dos policiais confessou ter apreendido os jovens e disse que o objetivo da patrulha era dar um “corretivo neles no alto do Sumaré”. O PM, porém, não confessou ter matado a vítima, identificada como Mateus Alves, 14 anos.

O jovem que estava na companhia de Mateus declarou que se fingiu de morto para não ser executado. Os investigados são os cabos Fábio Magalhães Ferreira e Vinícius Lima Vieira.

As investigações da Polícia Civil e da Corregedoria da PM do Rio de Janeiro apontam que Ferreira e Vieira perseguiram os menores, que foram acusados de estarem praticando furtos no Centro da cidade, e que ambos foram capturados em pouco mais de dez minutos.

O GPS instalado no carro dos policiais revelou que o veículo passou em frente à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, mas não parou para averiguação dos menores e seguiu para o Morro do Sumaré.

No local, os dois adolescentes foram baleados. Alves morreu e o outro foi ferido nas pernas e nas costas, mas permaneceu imóvel até que os policiais fossem embora. Em seguida, ele pediu ajuda a uma comunidade vizinha e comunicou o ocorrido aos familiares do jovem assassinado.

Tags: adolescente, morro, morte, policiais, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.